Restaurantes

Cópia russa da McDonald’s não tem batatas fritas para vender

A falta de produto estará na origem da suspensão temporária. Governo russo garante que não faltam batatas.
Ups

Vivem-se tempos difíceis entre os fãs de fast food russos. Depois do abandono da cadeia norte-americana McDonald’s, na sequência da invasão da Ucrânia, o governo russo rapidamente se colocou em campo para promover um substituto. Tudo para não deixar os cidadãos sem a sua dose necessária de cheeseburgers.

Agora, é a aparente falta de batatas que obriga vários restaurantes da Vkusno i Tochka — a descarada cópia russa do McDonald’s — que está a obrigar à suspensão temporária da venda de batatas rústicas. De acordo com a “BBC”, está previsto que a situação apenas retome a normalidade no outono.

Segundo a própria cadeia de fast food, a colheita do último ano foi fraca e isso reflete-se agora à mesa dos russos. A contrariar a tese da Vkusno i Tochka, o ministro da agricultura russo recorreu ao Telegram para, num tom provocatório, afirmar que “há batatas e ponto final”, num jogo com a tradução do nome da cadeia, Saboroso e Ponto Final.

“O mercado russo está recheado de batatas, até as processadas. Mais: as batatas das novas colheitas já estão a chegar, o que impossibilita a tese de que há falta de batatas”, referiu.

A cadeia, no entanto, continua com a ambição de chegar aos 800 restaurantes por todo o território, isto depois de a McDonald’s ter vendido todos os seus espaços ao empresário Alexander Govor.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT