restaurantes

Corre o Boato de que este restaurante em Lisboa está como novo — e é verdade

Abriu em 2019 e aproveitou os meses de confinamento para criar um novo menu e mudar toda a decoração.
O restaurante tem uma esplanada coberta.

Um restaurante com o nome Boato na Rua Rodrigues Sampaio, em Lisboa. Há já um ano que ouvimos falar dele. Outra coisa que não é mentira é que o espaço reabriu complemente renovado com uma nova decoração e menu. Esteve fechado durante os meses de confinamento e regressou no início de outubro. Não é novo, mas é quase como se fosse.

Na decoração são poucos os elementos que se mantêm do anterior projeto. Já na ementa deste Boato 2.0,apenas ficou o quinoto de vieiras, o único prato que o chef Manel Perestrelo, 36 anos, considerou estar na linha do conceito que queria para esta fase do projeto.

“Esta renovação não estava pensada, mas a pandemia trouxe muita coisa. Temos um outro tipo de cliente à procura de um outro tipo de produto. Temos agora que captar o público português”, explica o chef à NiT. Muitas as empresas da zona estão a apostar no teletrabalho e o turismo é nulo, por isso tinham de existir mudanças.

“Antes era um conceito virado para o mediterrâneo. Deixamos cair isso e focamo-nos nos produtos do mar. Abrimos um leque a um outro tipo de sugestões.” Assim que entra no espaço, logo à esquerda, encontra um novo fish bar com vários peixes e mariscos dispostos numa bancada de gelo.

Há várias novidades no menu.

Daqui podem sair sugestões diferentes das que estão definidas no menu, é o caso do ceviche (12€), as ostras (2,50€ a unidade), os biqueirões em vinagre (9€), do camarão com alho (16€), ou da tosta de sashimi e salmão (9€).

“Também queremos fazer peixe grelhado, mas o objetivo passar por trabalhar o produto de uma forma diferente e ser algo mais dinâmico, a partir do que o mar nos traz.”

Para começar, tem o cesto com três variedades de pão fabricado no próprio restaurante (3€), o recheio de sapateira (3€) e o patê com atum e tomate seco (3€). Depois, continuam as sugestões com produtos do mar.

Há atum com crosta de sésamo, maionese de sriracha e tomate cherry (12€), os fish tacos com salmão, abacate, picles de cebola e queijo creme (11€), as lulas grelhadas com azeite, alho e coentros (14€), ou o hambúrguer de salmão com queijo creme, rúcula, mel e limão (10€).

Ainda assim, existem algumas sugestões de carne. É o caso do entrecôte para duas pessoas, com lascas de sal (32€) ou o bife do lombo com molho (18€).

E para terminar, houve também uma revolução nas sobremesas. Na lista encontra uvas com calda de lima e sorbet de limão (5€), a delícia de ovo e amêndoa (5€) e a mousse de chocolate com flor de sal (4€), a puxar aqui um pouco dos elementos do mar.

O Boato conta com 50 lugares no interior, todos com a devida distância, e mais 24 na esplanada, que é coberta e ideal para os dias de chuva. Este é um projeto do Grupo Quase na Cidade, responsável também pelo Qura e pel’O Moço dos Croissants, ambos em Campo de Ourique e também com o chef Manel Perestrelo aos comandos.

No interior há lugar para 34 pessoas.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Rodrigues Sampaio 18, Lisboa
    1150-228 Lisboa
  • HORÁRIO
  • De segunda a sábado do 12h30m às 23h
  • Encerra ao domingo
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Mediterrânea, Marisco, Peixe

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT