Restaurantes

Do fine dining às sandes irreverentes. Agora, o Boubou’s tem também um sandwich club

Em contraste com a rigidez da alta cozinha, Louise Bourrat mostra um lado mais casual num espaço a dois passos do restaurante.
Vai lambusar-se.

Em 2018, Louise Bourrat aterrava em Lisboa e abria um pequeno e despretensioso espaço no Príncipe Real. Um “fine dining casual”, resumia a chef sobre o espaço que haveria de sobreviver à pandemia. Em 2022, a francesa voltou a fazer ondas, ao viajar até ao seu país natal para participar no concurso culinário Top Chef, que viria a ganhar. Isso não lhe mudou os planos. Louise manteve-se em Portugal e, desde abril, tem um novo projeto a funcionar a um par de metros do Boubou’s.

Ao seu lado mantêm-se o irmão, Alexis, e a cunhada Agnes Bourrat. O trio gere tanto o restaurante principal, como irmão mais novo, o Boubou’s Sandwich Club. “Tudo isto começou ainda em Londres, quando lá vivíamos os três”, recorda a francesa de 36 anos.

“É uma cidade que funciona à base do grab and go, e as sanduíches estão em todo o lado. Tudo o que permita fazer as coisas mais depressa. Era algo que também encaixava muito no nosso estilo de vida.”

Apesar de comandarem um restaurante de fine dining, onde as “refeições mantêm o cliente na mesa duas ou três horas”, esse não é bem “um estilo que combine com a nossa vida”, confessa Agnes. “Gostamos de coisas casuais, mais espontâneas.”

O Boubou’s Sandwich Club é precisamente um bom exemplo disso. “É algo que reflete o nosso lado mais casual”, explica Agnes, antes de saltar para uma entusiasmante descrição das autênticas refeições no pão que preenchem a ementa.

As primeiras criações de que fala foram pensadas muito antes da abertura do espaço. Em plena pandemia, os encerramentos provocados pelo confinamento gerou, na indústria e no Boubou’s em particular, uma enorme preocupação com o futuro do negócio. “Estávamos muito limitados no que podíamos fazer”, recorda Agnes. Começaram então a pensar m algo simples, saboroso e que pudessem facilmente fazer chegar aos clientes.

Louise Bourrat é a chef de serviço

“A Reuben, a Lamb e a Octopus foram as primeiras três sandes e adorámo-las”, recorda. Com a reabertura, foi altura de colocar de lado esse bote salva-vidas e retomar a programação normal. Mas Agnes, Louise e Alexis ficaram a pensar nelas.

“Desde que a Louise ganhou o Top Chef que temos tido imensa procura. Mas somos um espaço de fine dining, só abrimos ao jantar, não recebemos crianças, cães, famílias. E ficámos a pensar que queríamos chegar a toda a gente. Todos os que nos querem vir conhecer, deveriam poder fazê-lo. Deveriam poder provar o que fazemos.”

Era com isso no pensamento que diariamente esbarrava no wine bar instalado ao lado do Boubou’s. O espaço acabou por se tornar numa loja de sanduíches aberta “por duas pessoas inexperientes”. “Era mais um hobby do que um negócio e um dia decidi entrar e fazer uma proposta. Acabaram por aceitar vender e assinámos os papéis”, conta.

Fechado em março, foram feitos alguns ajustes, as sanduíches voltaram à cozinha e as portas abriram-se um mês depois. O colorido sandwich club quer ser um espaço “casual e com estilo”, com sabores que “viajem um pouco pelo mundo”.

Na ementa mantêm-se os três trunfos, a Reuben (9€) com língua de vaca, queijo da ilha de São Jorge e chucrute; a Octodog (13,5€), que combina polvo com aioli de harissa; e a Lamb Durum (10€), com borrego, tzatziki e cebola. Depois, há outras opções que vão saltitando e mudando conforme a estação.

Pode também provar a KFC (11€) com frango frito, molho coreano e kimchi; a Crispy Tofu Sando (8,5€), num take vegetariano da típica katso sando, com tofu crocante, maionese tonkatsu e couve; e o Mumbai Burger (8,5€), com um burger de batata, côco e tamarindo.

A complementar as sandes e hambúrgueres há saladas — a Avé César (9,5€) com tofu crocante, parmesão, croutons e alface e a Strawberrylicious (8,5€) com bulgur, morango, nozes pecan e queijo de cabra — e acompanhamentos como gaspacho, batatas fritas, milho ou coleslaw, tudo a 2,8€.

Para terminar, três escolhas gulosas: os cookies caseiros, um sundae de caramelo de miso e um sorvete de morango. Cada sobremesa custa 3,2€. O menu completo com bebida, um acompanhamento e uma sobremesa acrescenta 6€ ao preço da sanduíche.

Está tudo pensado (e preparado) para “comer e andar”, mas também pode optar por ficar no espaço que, na verdade, é limitado. Há mesas para pouco mais de 12 pessoas.

Curiosamente, o público parece gostar dos dois polos distintos: por um lado, a delicadeza do fine dining; por outro, a simplicidade das sanduíches. “Recebemos muita gente que vem porque quer ter a grandiosa e longa experiência, todo o serviço cuidado, mas no dia a seguir estão aqui no Sandwhich Club, antes de irem passear pela cidade, para comerem algo rápido.”

A seguir, carregue na galeria para ver mais imagens do irmão mais novo do Boubou’s.

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Monte Olivete 71
    1200-244 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Terça a sábado, das 12h às 2h.
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Internacional

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT