restaurantes

Lisboa tem uma das melhores pizzarias do mundo

O Forno d’Oro voltou a ser distinguido pela qualidade das pizzas. Foi ainda destacado o menu com mais de 35 cervejas.
O Forno d’Oro volta a ter destaque internacional.

Mais uma vez, o Forno d’Oro está entre as melhores pizzarias do mundo. O restaurante de Lisboa foi distinguido pelo site da “Big Seven” como um dos espaços que melhores pizzas faz. O artigo identifica 50 sítios e o spot português ficou, mais ou menos, a meio da tabela: na 21.ª posição. O menu de cervejas, com mais de 35 referências, também mereceu destaque na plataforma.

Este ranking anual é criado com base nas escolhas dos utilizadores e pelos editores da “Big Seven”. “As porções generosas e a crosta saborosa tornam estas pizzas bastante populares. Também as pode conjugar com qualquer uma das 35 cervejas diferentes disponíveis no menu. É uma combinação deliciosamente perigosa”, lê-se no artigo.

Desta lista fazem ainda parte restaurantes em Itália, na Bélgica, França, Espanha, Lituânia, Dinamarca, Estónia, Países Baixos, Finlândia, Varsóvia, Grécia, Croácia, Suíça, República Checa ou Irlanda.

Em 2020, o Forno d’Oro já tinha sido considerado um dos melhores espaços do mundo para o 50 Top Pizza. O espaço do chef Tanka Sapkota tinha sido a única referência nacional a constar da distinção e o mesmo voltou a acontecer na lista da “Big Seven”.

O restaurante abriu em janeiro de 2015 e desde cedo mostrou que sabia fazer pizzas como poucos na cidade. Foi preciso apenas esperar até setembro desse ano para que o espaço recebesse a distinção da Associazione Verace Pizza Napoletana (AVPN), considerada a estrela Michelin das pizzas. Na altura apenas dois espaços no País tinham recebido esta distinção: o Come Prima, também de Tanka Sapkota, e a Mercantina

O forno de 9 toneladas

O forno é um dos elementos essenciais neste espaço de Sapkota. É por ali que passam todas as pizzas, nunca por mais de um minuto. Chegou de Nápoles, de Itália, mas desmontado. Na pizzaria foi construído peça a peça naquele cantinho do restaurante.

O forno deu nome ao restaurante.

Pesa nove toneladas e tem uma pedra vulcânica no interior, que permite que se mantenha quente por mais tempo. Atinge temperaturas que chegam aos 450ºC e no exterior está forrado com centenas de pastilhas de folha de ouro, daí o nome do restaurante.

A massa descansa por 40 horas

O forno é um elemento fundamental, mas claro que tudo começa na massa. É usado um fermento natural que vem de Itália. É trabalhada durante 10 minutos na máquina, descansa outros 10, volta a ser amassada por mais 10 minutos e depois repousa uma hora à temperatura ambiente. De seguida, vai a fermentar no frio por 40 horas.

As pizzas estrelas Michelin

Depois está pronta para ser esticada e composta com os vários ingredientes. Pode escolher entre a Macaronésia, com mozzarella, atum, azeitonas, cebola, salsa e orégãos; a Al Andaluz, com presunto de porco preto, courgette, manjericão e queijo Serra da Estrella; ou a Terra Fria, com mozzarella, alheira caseira e agrião salteado.

Cervejas e pizzas a acompanhar.

Cervejas e vinhos de todo o mundo para acompanhar

A carta de bebidas do Forno d’Oro não se resume a opções tradicionais de alguns restaurantes. Aqui é possível acompanhar as pizzas com cervejas artesanais de todo o mundo, outro dos destaques feitos pelo Big Seven. Há referências da Alemanha, Itália, Portugal, Escócia, Bélgica ou da Holanda. Já nos vinhos existem sugestões de Inglaterra, Portugal ou Itália.

As pizzas são um clássico italiano, mas que rapidamente se espalhou pelo mundo. A gastronomia  global e a prova disso são os restaurantes que abriram no País com sugestões de vários países.

Carregue na galeria para conhecer os novos restaurantes com comida do mundo.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Artilharia 1, 16, Lisboa

    1250-096 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 12:00
  • Às: 15:00
  • Das: 19:00
  • Às: 23:00
  • Fecha terça-feira
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Pizzaria, Italiana

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT