Restaurantes

Empregada de restaurante no Algarve recebe gorjeta de 500€

O vídeo do momento já tem mais de 1 milhão de visualizações. Um instagrammer simulou não ter dinheiro para perceber a reação dos empregados.
Fica em Quelfes, Faro.

Nada deixa as pessoas emocionadas como um ato de bondade. Por todo o mundo existem vários criadores de conteúdo cujos vídeos se focam em ajudar aqueles à sua volta. Uma conta bastante popular é a de Zachery Dereniowski, canadiano de 29 anos, que soma mais de um milhão de seguidores no Instagram, onde aborda temas como a saúde mental e a importância da bondade nos dias de hoje.

Atualmente, está de férias no Algarve, mas isso não significa que deixe de publicar vídeos — pelo contrário. Durante uma passagem por Quelfes, em Faro, foi ao restaurante Casa de Pasto do Carmo, e mudou por completo o dia da proprietária.

Como é possível ver pelas imagens gravadas e partilhadas nas suas redes sociais, Zachery Dereniowski fingiu não ter dinheiro físico para pagar a refeição, pedindo apenas um petisco. A empregada, filha da proprietária, disse-lhe que não fazia mal, que podia pagar noutro dia. Dereniowski resolveu recompensá-las com uma nota de 500€. A proprietária Maria do Carmo ficou perplexa.

“Ela não fala inglês e começou-lhe a perguntar quem eram os pais dele, porque achava que ele estava a pagar algo que estava a dever”, explica à NiT a filha, Nádia Sousa, de 44 anos. A proprietária não queria aceitar o dinheiro, mas Zachery Dereniowski contou-lhe que aquele era o seu trabalho, recebia dinheiro para viajar pelo mundo enquanto ajudava as pessoas. “Também nos disse que recebe muitos donativos dos fãs”.

“O nosso restaurante é rústico e fica no meio do campo. Nós não temos pagamento automático e o multibanco mais perto fica a dez minutos daqui. Muitos dos nossos clientes são estrangeiros, embora também recebamos alguns trabalhadores da zona. Nós temos MBWay e PayPal mas muitos não têm estas formas de pagamento, então quase todos os dias acontece deixarmos as pessoas pagar no dia seguinte, por exemplo, ou noutra altura”, explica.

Esta atitude foi impressionante para Dereniowski, que a viu como um ato de bondade inesperado. Nádia lembra-se bem do momento que se tornou viral. No Instagram, o vídeo conta com mais de 130 mil gostos e um milhão de visualizações.

“Perguntei-lhe o que queria beber ou almoçar, e ele disse-me que perdeu a carteira. Claro que fiquei preocupada. Eu própria já viajei e sei bem o quão mau é perder a carteira. Contou-me que estava hospedado a dez minutos daqui e que ia ficar lá uma semana. Então, disse-lhe que podia pagar quando conseguisse ou quando a encontrasse. Tenho pena de não ajudar as pessoas. Digo-lhes para comerem e pagarem depois. Muitas vezes chegamos ao restaurante de manhã e temos um envelope debaixo da porta com o dinheiro”, acrescenta.

O vídeo já foi visto por 1,5 milhões de pessoas, mas esta atenção não é muito importante para a família. “Nem vou ver os comentários, porque não ligo muito a isso. Ainda por cima naquele dia estava toda despenteada e com um vestido feio. Fomos mesmo apanhadas desprevenidas”, diz a filha.

O restaurante foi construído em 1994 e abriu dois anos depois. Maria do Carmo, de 66 anos, é a responsável pelo estabelecimento, que geria ao lado do marido. Atualmente, trabalha com os filhos. “O meu avô deu este terreno à minha mãe, e depois ela criou o restaurante. Estavam todos os dias abertos e nunca tiveram férias na vida”, acrescenta Nádia Sousa.

Em 2015, o pai foi para o hospital devido a uma pneumonia, e esteve hospitalizado durante nove meses. Durante esse período, Nádia regressou da Alemanha e contou com a ajuda dos irmãos para ajudarem Maria do Carmo a gerir o restaurante. Por lá se mantêm até hoje, o que os faz recordar também dos dias que lá passavam quando eram mais pequenos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT