Restaurantes

Este restaurante instalou bolhas anti-frio — e que promovem o distanciamento

O nova-iorquino Café du Soleil quer continuar a proteger os clientes, sem parar de servir refeições. Mesmo no frio do outono.
As bolhas vieram mesmo a calhar

“Os clientes adoram-nas. Sentem-se aconchegados. Faça chuva ou frio, nunca há problema”, revela a dona do Café du Soleil, um pequeno restaurante de Nova Iorque que apostou numa estratégia inusitada. Na esplanada, todos os clientes têm direito à sua própria bolha transparente.

“Não foram pensadas especificamente para a Covid-19, são bolhas normais. O meu marido comprou-as online”, confessa, embora saiba que a possibilidade de isolamento será certamente procurada por aqueles que temem as infeções, mas estão desejosos de fazer uma refeição fora de casa.

A esplanada conta agora com 18 esferas ou bolhas com altura de dois metros e que podem acolher até seis pessoas. O objetivo principal destas estruturas é, claro, o de proteger os clientes das temperaturas baixas, do vento e do frio.

Cada um na sua bolha

Quando foram usadas pela primeira vez, ainda não era possível jantar dentro de portas, devido às restrições da pandemia. Esta foi a solução perfeita.

Embora não sejam totalmente herméticas — e obriguem a uma árdua higienização após cada utilização —, são uma boa forma de voltar a dar confiança aos clientes, particularmente na época mais fria que se avizinha. Infelizmente, será difícil que as bolhas consigam suportas as temperaturas geladas do inverno nova-iorquino.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT