restaurantes

Fugiram da polícia deste restaurante em Loures e ficaram presos num túnel

Os clientes encontravam-se no interior de um grupo recreativo em Camarate que estava a funcionar de forma ilegal.
Foto de PSP.

O insótico aconteceu em Camarate este sábado, 23 de janeiro. A PSP foi chamada a um grupo reativo que estava a funcionar de forma ilegal como restaurante nesta altura de confinamento. Alguns clientes que se encontravam no interior fugiram através de um túnel de escoamento de água e acabaram por ter de ser resgatados.

Segundo o comunicado da PSP, a polícia descobriu que o local estava a ser utilizado de forma ilegal. Depois de ouvirem vários clientes a falar no interior, os agentes tentaram falar com os responsáveis do espaço, mas sem sucesso. Quando perceberam que estavam prestes a ser detidos, os clientes fugiram pelas traseiras daquela sociedade recreativa e enfiaram-se dentro de um túnel de água. A saída ficava a uns 50 metros de distância do restaurante, num ribeiro que desagua no rio Trancão. Os agentes aperceberam-se da situação e ao verem que a corrente era forte tentaram perceber como estavam os fugitivos.

Sem terem recebido resposta e na suspeita de que pudessem estar em perigo, optaram por chamar os bombeiros para fazer o resgate. Os clientes acabaram por sair sozinhos, todos encharcados e sem oferecer resistência. Não quiseram receber qualquer apoio médico dos bombeiros.

Também no fim de semana, na zona da Pontinha, a PSP foi chamada para intervir numa festa ilegal que ocorria num barracão com 50 jovens no interior.

A PSP divulgou imagens do túnel.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT