Restaurantes

Gordon Ramsay abre primeiro restaurante em Chicago com hambúrguer e cachorros

O típico hot dog da cidade norte-americana só tem mostarda como molho, mas o chef trouxe também opções com ketchup.
Os hambúrgueres são uma das especialidades no novo restaurante.

Ketchup é algo que não entra na composição de um cachorro quente em Chicago, nos Estados Unidos. O típico hot dog da cidade apenas leva mostarda por cima da salsicha e dos restantes ingredientes. Gordon Ramsay gosta de ser do contra, por isso no restaurante que abriu em dezembro na localidade trouxe o típico prato com ketchup.

“Se colocasse ketchup, seria criticado. Se deixasse de lado, seria criticado também. Estava fodido de qualquer forma. Resolvi por isso colocar mostarda e ketchup, assim as pessoas conseguem o melhor dos dois mundos e escolher o que preferirem”, explicou Ramsay, em entrevista à “Time Out Chicago”.

O Gordon Ramsay Burger é o primeiro restaurante do chef na cidade e o segundo desta marca no país — o primeiro fica em Las Vegas, mas tem também outro com o mesmo nome em Londres, Inglaterra.

Apesar de trazer ketchup para cachorros quentes numa cidade que o abomina — não é uma opção em roulottes e outros restaurantes da cidade —, o chef decidiu arriscar.

“Não sou um grande fã de ketchup. Se quiser com tempero ponho apenas um pouco de picante. Era uma decisão difícil, então decidi colocar tanto mostarda e ketchup no menu e tornar-me um suíço em Chicago. Se assim não fosse, atiravam-me de cabeça para o lago [Michigan].”

O novo restaurante ocupa o lugar do antigo Wahlburgers, uma cadeia da família do ator Mark Wahlberg. Tem 460 metros quadrados e um menu com várias propostas de fast food. Aqui pode experimentar o Hell’s Kitchen Burger, com queijo, jalapeños assados, abacate, tomate e molho aioli; ou o vegan com hambúrguer plant based, alface e maionese sem ovo.

Já nos controversos cachorros quentes, pelo menos na cidade, existem duas opções: o Standard Dawg, com cebola, mostarda, ketchup caseiro e picles; e o Chipotle Dawg com queijo cheddar, abacate, ketchup, chipotle e pimenta. Todos são servidos num pão com sementes de sésamo.

Nas entradas tem as asas de frango com molho de queijo azul; o húmus com pão pita; os aros de cebola com molho de servem; ou os nachos com molho de queijo cheddar, cebola e sour cream. Tudo isto pode ser acompanhado por um milkshake, mesmo à americana. Tem o de Oreo com crème brûlée; ou o de manteiga com calda de caramelo e chantilly.

Esta altura de pandemia não tem sido fácil para o chef que conta com mais de 30 restaurantes em todo o mundo. Ainda assim, criou uma forma de incentivar os trabalhadores. “Tem sido devastador. Nunca nos foi pedido para pararmos tanto tempo. Mentalmente, para nossos colaboradores do do grupo, a primeira coisa que fiz foi começar a fazer chamadas de Zoom todos os dias para os motivar.”

Apesar dos problemas, Ramsay acredita que nem tudo foi mau nesta altura de pandemia. “Ajudou a acabar com muita coisa má e tudo o que se abriu nesta altura foi bom. Os novos projetos estão mais focados nos clientes e sem os menosprezar. Demos criações que não eram possíveis antes da pandemia.”

Gordon Ramsay
Há hambúrgueres e cachorros no novo restaurante do chef.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT