Restaurantes

“Graças a Deus”: McDonald’s vai fechar os 25 restaurantes na Bielorrússia

O presidente do país mostrou estar grato com a decisão da empresa. "Não se entusiasmem com comida estrangeira", aconselhou.
A marca vai ser substituída pela "Saboroso e Basta".

A McDonald’s anunciou esta sexta-feira, 18 de novembro, que vai abandonar a Bielorrússia devido às dificuldades logísticas que a operação tem enfrentado no país. “Devido aos extensos problemas de abastecimento local, já não é possível à franquia licenciada pela McDonald’s continuar a operar na Bielorrússia”, explicou a empresa em comunicado.

Embora os apreciadores de fast food do país possam ficar desapontados com a decisão da cadeia norte-americana, o presidente bielorrusso Alexander Lukashenko mostra estar bastante contente com a saída. “Graças a Deus que vão embora. Aviso sempre: consumam e comam a vossa própria comida, não se entusiasmem com comida estrangeira”, afirmou.

Os 25 restaurantes da marca irão passar a ser explorados pelo grupo Vkusno & Tochka, palavras que podem ser traduzidas para “saboroso e basta”. Trata-se da empresa que atualmente opera os antigos espaços da cadeia norte-americana na Rússia, depois da multinacional ter abandonado o país em maio passado, na sequência da invasão à Ucrânia. “Nós devemos ser capazes de fazer tudo o que a McDonald’s faz, se calhar até melhor”, acrescentou o líder bielorrusso.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT