restaurantes

Hai Sushi: o novo restaurante japonês que bate à sua porta em Lisboa

É o mais recente projeto do grupo Fullest, que conta com vários conceitos. Há muito para escolher e com entregas ao domicílio.
Há muito para escolher.

O grupo Fullest teve de fechar os restaurantes, mas mesmo assim não ficou parado e criou uma nova marca dedicada à cozinha japonesa. Chama-se Hai Sushi e está disponível para take-away na zona das Avenidas Novas, em Lisboa, mas também com entregas ao domicílio em várias zonas da cidade. Basta ligar que em poucos minutos tem o pedido à porta.

O Mundo, o Tapas n’ Friends, o Peixaria do Rossio e o La Vita è Bella são alguns dos espaços do grupo que não estão a funcionar neste momento. Com o confinamento, a Fullest tem em operação, e prontos para o delivery, o Vaku’s, o Bit’Me, o BYF Steakhouse, o Bellalisa, Royale Café e o mais recente Hai Sushi.

O menu é extenso e o melhor é fazer vários pedidos ao longo da semana para o conhecer todo. Como entradas pode começar com um ceviche nikkei (8,50€), o kimuchi sake (6,50€), com salmão, cebola roxa e sementes de sésamo, ou as gyozas de frango (4,50€, cinco unidades).

Pode pedir combinados com peças individuais.

Nas tempuras tem várias opções. É o caso das de gambas (9€), de vegetais (7,50€), ou mix destas duas (8€). O carpaccio também pode ser uma boa sugestão para partilhar e começar a refeição.

Existem vários combinados do chef que vão das 23 peças até às 80 (a partir de 17,50€). Se quiser escolher à unidade, tem hosomakis, temakis, uramakis, sashimi ou gunkan para fazer o pedido como mais gostar.

Já nas sobremesas há crumble de maçã com gelado de baunilha (4€) e a panna cotta com matcha e frutos do bosque (4€).

Se quiser recolher os pedidos, é no número 65 A da Avenida Visconde Valmor, entre o Campo Pequeno e a Gulbenkian, que o pode fazer. Têm um serviço de entregas próprio que funciona num raio de quatro quilómetros e para pedidos superiores a 10€. Podem ser feitos pelo telefone 217 979 026. O delivery pela Uber Eats também é possível.

Os niguiris são outras das propostas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT