Restaurantes

Já abriu a Lota da Esquina, o “maior projeto” da carreira de Vítor Sobral

Tem 400 lugares e divide-se em dois pisos. Além disso, terá um bar, algo único nos restaurantes do chef português.
Tem dois mil metros quadrados.

Vítor Sobral tem 55 anos e 36 de experiência como cozinheiro. É um dos principais nomes da restauração em Portugal, graças às diferentes “esquinas” onde se encontram os seus pratos. Temos a Taberna, a Peixaria, o Talho, o Pão, a Oficina e duas Tascas, uma em Lisboa e outra em São Paulo, no Brasil. E os ângulos não se ficam por aqui. Sobral acabou de acrescentar mais um: a Lota da Esquina.

Abriu a 1 de setembro e é “o maior projeto” da carreira do chef, conta à NiT. E não se refere apenas à dimensão do espaço — tem uns impressionantes dois mil metros quadrados —, mas também do tempo que demorou a estar finalizado. “Anda a ser trabalhado há muito tempo, cerca de quatro anos. Pelo meio, tivemos uma pandemia e começou uma guerra. Esta abertura é uma conclusão desse trabalho”, acrescenta. Quiseram dar uma nova vida a uma lota que estava caída no esquecimento.

O restaurante ocupa o antigo espaço da Docapesca na Baía de Cascais, e diferencia-se de todos os outros estabelecimentos do chef graças à quantidade de lugares disponíveis. Normalmente, não têm mais de 100. A Lota da Esquina tem 400, divididos entre uma esplanada e dois pisos. A oferta de cada um reflete diferentes elementos da natureza diferentes: água, ar, fogo, ar e terra.

No rés-do-chão privilegiam-se “as ostras, o peixe, o marisco”. A carta varia conforme o pescado que estiver disponível no mercado diariamente. Depois, pode ser cozinhado de diferentes formas: grelhado, em moqueca, acompanhado com arroz, massada ou caril.  Na esplanada, as propostas são semelhantes, com champanhes e espumantes para acompanhar ostras e marinados. Ali, as sugestões de partilha, como petiscos, saladas de bivalves, entre outros, são os mais servidos.

Já os pratos do piso de cima caracterizam-se pelos elementos fogo e terra. A partir de outubro (infelizmente ainda não abriu) poderá provar diversos pratos onde os legumes e as carnes são cozinhados, na sua maioria, no fogo. Serão privilegiados os grelhados e cada proposta não terá mais de quatro ou cinco passos de diferentes na sua confeção, primando pela simplicidade. Vitela, cabrito, borrego ou porco são algumas das proteínas disponíveis. E todas as partes do animais— como as miudezas, a língua de vaca, o tutano, o fígado, pernas e lombos — são utilizadas.

A Lota da Esquina não será apenas o spot perfeito para uma jantarada em Cascais. Vai tornar-se também um espaço incontornável de diversão noturna na vila, graças ao bar do primeiro piso que também será inaugurado em outubro. É a primeira vez que um restaurante de Vítor Sobral inclui uma zona dedicada exclusivamente a bebidas. A novidade surge “graças às tendências atuais”. “Vai ter música e as pessoas vão poder dançar”, revela o chef. Não faltarão bebidas e cocktails de mundo para acompanhar estes momentos de diversão. A decoração de cada uma das zonas do conceito reflete o elemento que representam, num design que o responsável descreve como “atualizado e moderno”.

Carregue na galeria para descobrir a nova Lota da Esquina e alguns dos pratos que poderá provar por lá.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT