Restaurantes

Laguna: o primeiro barco-restaurante de Aveiro fez da ria a sua casa

A ria de Aveiro não é apenas paisagem — tem também um papel importante na ementa.
Uma paisagem entre Aveiro e as salinas.

Desde junho que a ria de Aveiro ganhou o primeiro barco-restaurante da cidade. O espaço é acolhedor, com uma vista privilegiada e nestas primeiras semanas de abertura está já a ser um sucesso.

À conversa com a NiT, Sérgio Cunha, gerente do espaço, conta que apesar do pouco tempo a funcionar o Laguna já começa a ter os primeiros clientes fiéis. Algo que impressiona ainda mais quando percebemos que já é preciso reservar mesa com antecedência. “As pessoas estão a vir por marcação, a reservar com uma semana de antecedência”, conta-nos.

Sérgio Cunha já é um conhecedor da restauração em Aveiro, com outros espaços na cidade, como O Bairro, com cozinha de autor, e o Cais do Pescado, uma marisqueira no centro da cidade. Mas este barco-restaurante era um projeto especial que há já algum tempo andava a maturar.

O Laguna Restaurante ficou atracado na Avenida Doutor David Cristo e conta com uma zona lounge perfeita para um almoço ou para desfrutar em modo sunset ao fim do dia. De um lado, a vista segue até às salinas, com o mar lá ao fundo. Do outro, vê-se a cidade que mereceu a alcunha de “Veneza portuguesa”.

“Aveiro é a cidade dos canais, acho que temos que aproveitar este motor da economia que é a Ria e com projetos diferentes na cidade”, conta-nos Sérgio Cunha. A Covid-19 alterou muitos planos no mundo da restauração mas para o empresário e para a autarquia permitiu também uma nova aposta.

“A Covid-19 permitiu rodearmos a nossa cidade de esplanadas e acho que faz todo o sentido, para a cidade que é”. Para o empresário, são bons sinais para o futuro e até para mais vizinhança nas ofertas da ria. “Hão-de vir mais projetos, que são bem-vindos”.

O espaço conta com cerca de 130 metros quadrados. A embarcação com 25 metros de comprimento pode receber até 60 pessoas mas por estes dias, a bem da segurança, a limitação é menor.

Uma refeição sobre as águas.

A cozinha está a cargo do chef Armando Matos e tem na ria vários trunfos. “Optamos por muitos produtos da Ria, da navalha, ostras, à ameijoa, camarão”, conta o empresário, que salienta que a ementa tem sempre margem para algumas mudanças, para garantir que há sempre opções frescas à mesa. “Quanto não temos produtos frescos não pomos na carta”.

Nas entradas, o cremoso de marisco (8€) tem recolhido elogios mas as vieiras com puré de abacate e côco (13,50€) também estão “com muita saída”. À refeição, as opções de marisco são muitas, desde ostras ao natural (quatro unidades por 10€) ao camarão tigre (80€ o quilo). Quem tiver alguma dificuldade em escolher pode apostar numa sinfonia de mariscos (70€).

Quem prefere carne tem opções como, entre outros, o bife à Laguna (18€), ou o serrano (18€), com presunto e queijo da serra. Pode também aproveitar para saborear um polvo que aqui se faz acompanhar de batata doce (18,50€) ou aventurar-se numa francesinha Laguna (17,50€), uma versão desconstruída das célebres francesinhas que aqui é servida com vieiras, camarão e mexilhão.

O polvo é servido com batata doce.

Entre as sobremesas não estão esquecidas iguarias famosas de Aveiro. O cheesecake (6,50€) é de ovos moles e o pudim Laguna (7€) conta com o toque fresco extra de gelado de framboesas. No vinho, a Bairrada ganha lugar de destaque entre as opções.

Apesar da experiência no ramo, este projeto teve desafios muito próprios. “Foi tudo novidade”, confessa Sérgio Cunha. Desde as entradas e saídas de água a uma cozinha toda elétrica, este primeiro mês de portas abertas foi de descoberta e permitiu também “andarmos a readaptar o trabalho da melhor forma”.

O resultado é um daqueles que não precisa de metáforas sobre tempestades. Sim, há desafios. Mas esta viagem do primeiro barco-restaurante da ria de Aveiro parece ter chegado a bom porto desde cedo.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Avenida Doutor David Cristo, 3800-366 Aveiro
    3800-366  Aveiro
  • HORÁRIO
  • De quinta a terça do 12h30m às 23h
  • Encerra à quarta
PREÇO MÉDIO
Entre 30€ e 50€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT