restaurantes

Leonetta: no novo italiano de Lisboa há pasta fresca caseira e um terraço secreto

Abriu na Rua da Rosa, a caminho do Príncipe Real, e conta com um pátio onde é possível petiscar e beber um copo.
Fica na Rua da Rosa.

É algo recorrente nos projetos que o casal Margaux Marcy e Pierre d’Andrimont costuma abrir. Primeiro, testa o serviço com amigos, mais tarde inicia o soft opening e só depois é que o casal revela  que está oficialmente aberto. No seguimento da lista com vários espaços na zona do Cais do Sodré, em Lisboa, os dois franceses abriram o Leonetta, a caminho do Príncipe Real, um conceito dedicado aos sabores italianos.

Este ano, Margaux e Pierre já tinham inaugurado o terraço da moda em Lisboa, o Javá, mas também são proprietários do Café Janis e o Farés. O Coppola é outro projeto que têm, esse dedicado a pizzas. No Leonetta, a aventura manteve-se nos sabores italianos, mas desta vez nas pastas frescas caseiras, preparadas todos os dias.

“Os proprietários têm raízes italianas e estavam com vontade de abrir um restaurante com a proposta de que o simples é bom. Não é preciso usar muitos ingredientes numa receita para se ter um bom prato, a experiência e a criatividade fazem o simples ser bem feito e ser o melhor”, explica à NiT, Bianca Xavier, a responsável de marketing e comunicação do grupo.

O primeiro jantar que fizeram foi a 23 de abril. Na semana seguinte passaram a receber clientes e só no verão é que tudo estava consolidado para dizerem que o projeto estava realmente a funcionar a 100 por cento.

“É a simplicidade italiana na sua melhor forma. É difícil dizer qual o prato que mais se destaca, porque todos os pratos saem bem. Mas temos sempre muitos pedidos para o Vegan Pink Gnocchi”, continua.

Esse prato custa 14€ e é preparado com gnocchi de caju e beterraba, molho de parmesão vegan, acelga, puré balsâmico, sálvia crocante, queijo feta vegan, beterraba amarela e nozes torradas.

Experimente ainda o rigatoni com ragu de linguiça italiana de erva doce, tomate cereja, alcaparras, mascarpone, croutons de focaccia com alho e parmesão e salsa fresca (14,50€), ou o linguine de amêijoas com molho de vinho branco, com alho, salsa fresca e gremolata crocante (15€).

Para começar, tem de pedir uma seleção de queijos italianos. Há parmesão, pecorino, gorgonzola ou straciatella. Mortadela de pistacio, prosciutto de Parma e salame picante são outras das sugestões para entrada.

Pode seguir para a carta de bebidas com cocktails, que chegam ainda antes dos pratos ou são servidos na zona do terraço, onde há capacidade para 10 clientes. Já no interior existem mais 70 lugares.

O design de interior foi pensado pelo Studio Pim, que seguiu as indicações dos responsáveis.

“Surgiu a partir do conceito do Pierre e da Margaux: um restaurante italiano vibrante, com gosto pelo lúdico. A filosofia do design era criar camadas de detalhes e cores para combinar com a comida ímpar.”

Os comentários que recebem têm sido bastante positivos. Além dos pratos de massa, as sobremesas são sempre mencionadas. Peça, por exemplo, o tiramisu de chocolate (7€) ou a panna cotta vegan com coulis de frutos vermelhos (6,50€).

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo Leonetta.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. da Rosa 321, 1200-386 Lisboa
    1200-386  Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 18:00
  • Às: 00:30
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Italiana

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT