Restaurantes

Mito: a verdade é que tudo se partilha no novo restaurante do Porto

O chef Pedro Braga abriu o primeiro espaço próprio na cidade depois de já ter passado pelas cozinhas do Tenra, Reitoria e Pedro Lemos.

As mesas são corridas e os pratos para partilhar.

É natural do Porto, foi no Algarve que tirou gestão hoteleira, começou a trabalhar num café de familiares e em Londres aprendeu tudo sobre cozinha — tirou um curso na Le Cordon Bleu. Depois de regressar e trabalhar em vários restaurantes do Porto, o chef Pedro Braga abriu o primeiro projeto próprio. Chama-se Mito e tem uma ementa com muitas sugestões, todas para partilhar entre amigos.

“Já há muito tempo que tinha vontade de abrir um restaurante meu. O Mito é um espaço muito pessoal, virado para a partilha e petiscos”, explica à NiT. No início do ano tirou dois meses para pensar no projeto e criar toda a carta que se divide em quatro áreas: frios, quentes, no carvão e doces.

“A inspiração foi uma casa de petiscos que têm uma base de cozinha francesa, com muitos caldos e criações de raiz, mas também um toque muito asiático, de fusão.” O menu não tem qualquer referência a entradas e pratos principais. “O objetivo é que os clientes olhem para as opções e se sintam livres para criar a refeição à sua maneira.”

Nos frios, tem sopa fria de milho com camarão grelhado (6€) e uma tábua de queijos e enchidos (20€). Nos quentes, há croquetes de boi com maionese de chouriço (5,50€) ou um bao de caranguejo de casca mole (9€). No carvão, as sugestões passam por frango assado com cogumelos e ervas (18€) ou polvo grelhado com puré de favas e coentros (17€). Nos doces, a partilha continua com uma pavlova de frutos vermelhos (4,50€) ou um soufflé frio de chocolate (6,50€).

Na decoração do novo Mito foram deixadas as mesas e cadeiras do anterior espaço que ali funcionou — o Achas na Fogueira. “O restaurante tem elementos industriais, muito ferro e também os amplificadores e colunas que eram do meu pai e que ainda trabalham.” Em cima do bar está um touro, oferecido pela mulher. “Como trabalhei em steakhouses, a minha mulher ofereceu-me na inauguração [em julho].”

Por enquanto, o espaço apenas abre aos finais de tarde. Nos próximos meses pretende servir também almoços, mas isso ainda não é certo. Além da comida, no bar onde está o touro prepararam-se 11 cocktails de assinatura — 10 com álcool, um sem. O Mito tem capacidade para 37 pessoas.

Carregue na foto para saber mais sobre o novo restaurante do Porto.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua José Falcão 183, 4050-317
    4050-317 Porto
  • HORÁRIO
  • Das: 18:30
  • Às: 23:00
  • Sexta e sábado até: 01:00
  • Fecha domingo e segunda
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Petiscos

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT