Restaurantes

Morreu um dos fundadores da pastelaria Califa em Benfica

A notícia foi avançada pelo Junta de Freguesia local, mas não foram adiantados mais detalhes.
O Califa está aberto há mais de 50 anos.

Um dos sócios fundadores e gerente da pastelaria Califa, em Benfica (Lisboa), morreu esta segunda-feira, 8 de julho. A notícia foi avançada pela Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica nas redes sociais, no dia em que se realizaram as cerimónias fúnebres. Até ao momento não foram adiantados detalhes sobre a causa da morte.

“Figura ímpar na nossa comunidade, o Sr. António fez do Califa um ponto de encontro emblemático para gerações de residentes e visitantes, ao longo de mais de cinco décadas”, destaca a junta de freguesia. “O seu sorriso acolhedor, a sua presença constante e o seu espírito empreendedor serão eternamente lembrados por todos que tiveram o privilégio de o conhecer”, acrescenta.

Croquetes aclamados e uma montra vistosa. O Califa abriu em 1968 determinado a trazer um negócio singular para a Lisboa da época. O espaço pouco mudou desde então, continua a dividir-se por três pisos, em que na cave fica a cozinha, no piso térreo o café e pastelaria e no superior o restaurante.

Os salgados do Califa já foram reconhecidos pelos leitores da NiT como os melhores de Lisboa. Podem ser comidos no espaço como lanche, mas também em prato numa refeição. São de fabrico próprio e estão na montra ao lado de outros salgados como folhados de salsicha, rissóis ou pastéis de bacalhau. 

Por lá pode ainda provar o Pastel de São Domingos de Benfica, criado em 2015 pelo Califa para participar num desafio que a junta lançou às pastelarias de fabrico próprio.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT