restaurantes

Na última ceia de Bertílio Gomes há rabanada de folar e tártaro de carapau

O chef é o mais recente convidado para esta iniciativa do Canal História. Pode ser provada em modo take-away na semana santa.
Esta rabanada é servida com sorvete de vinho tinto.

Ovo com lentilhas, pudim de pão e cordeiro com tâmaras e tubérculos. Em 2020 foram estes os pratos do menu da última ceia criada pelo chef Nuno Bergonse. Este ano, o convidado pelo Canal História é o chef Bertílio Gomes, da Taberna Albricoque, em Lisboa. É a nona edição do evento que tem o objetivo de dar uma nova interpretação a uma das refeições mais conhecidas da história.

Ao contrário das últimas edições, que já juntaram chefs como Miguel Laffan, Kiko Martins, Miguel Castro e Silva, Henrique Sá Pessoa e Vítor Sobral, nesta o menu não será servido num restaurante. Ainda assim, será possível provar as sugestões num take-away que será feito na semana santa, a primeira semana de abril, a partir da Taberna Albricoque.

“Receber o convite foi uma forma de olhar para a Páscoa como uma mensagem de esperança e um olhar para o futuro”, explicou o chef no evento online de apresentação do menu esta quarta-feira, 10 de março.

Bertílio Gomes fez o desafio de olhar para a história e perceber os ingredientes usados na altura, mas também a forma como as refeições eram feitas. “Foi um olhar para trás para olhar para a frente. Vi esta ceia muito como a cozinha portuguesa, de partilha, uma reunião de amigos e de comunidades.”

Seguiu uma lógica diferente de outros colegas nas passas edições e optou por criar vários vários e não um menu clássico com entrada, prato e sobremesa. O menu junta seis propostas e só uma tem proteína animal. Os restantes são baseados em legumes e vegetais, uma tendência que o chef acredita que está a crescer em Portugal e não só.

Grande parte das propostas são para comer à mão, sem recurso a talheres, e para acompanhar com o pão ázimo, que será uma constante durante todo o menu do chef Bertílio Gomes.

Bertílio Gomes foi o convidado desta nona edição.

O tártaro de carapau e figos secos é a única proposta animal. De resto encontra opções tão criativas como o tártaro de beterraba, as lentilhas com queijo de cabra, as favas com trigo ou o sorvete de vinho tinto com rabanada de folar.

O menu segue uma influência algarvia, algo que está na base da cozinha do chef, mas também muita criatividade e apresentação cuidada, mesmo que as propostas sejam servidas nas já habituais caixas de take-away. Depois de receber o convite, demorou 10 dias até pensar naquilo que queria apresentar.

É na semana santa que pode pedir este menu em take-away a partir da Taberna Albricoque. Custa 40€ para duas pessoas. Pode ainda juntar o vinho Sátiro Clandestino (15€) para acompanhar. Os levantamentos podem ser feitos entre o meio-dia e as as 20 horas.

É através dos telefones 962 922 338 e 218 861 182 e do email reservas@nullalbricoque.pt que se fazem as reservas. O delivery também é uma opção, mas terá uma taxa associada. Convém que as encomendas sejam feitas no dia anterior.

O vídeo que foi gravado na Taberna Albricoque para o Canal História será emitido a partir de 26 de março às 22h10. Conta depois com repetições até à Páscoa, 4 de abril.

Carregue na galeria para conhecer melhor o menu da última ceia criado por Bertílio Gomes.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT