Restaurantes

Napolitana ou romana? É a única pergunta que lhe vão fazer na nova pizzaria de Lisboa

Igor Penna, chef, dono e pizzaiolo credenciado é o homem por detrás da Veramente, onde brilham as pizzas redondas e retangulares à fatia.
A enorme pizza romana

Já um pizzaiolo credenciado, foi na secretaria da escola de pizzaioli de Itália que Igor Penne procurou novas oportunidades de emprego fora do seu país. Entre solicitações de Alemanha e Inglaterra, torceu o nariz. Sabia que preferia ficar-se pelos países do sul da Europa.

“Uma prima que fez Erasmus em Portugal aconselhou-me a a passar aqui algum tempo”, conta o italiano de Novara à NiT. Durante um mês correu as estradas de Portugal, de Lisboa ao Algarve, passando pelo Alentejo. Adorou.

Foi na mesma secretaria que encontrou, já de regresso, uma proposta de trabalho para Lisboa. Fez as malas e mudou-se. “Queria aproveitar a experiência de trabalhar fora antes que ficasse velho (risos)”, explica o pizzaiolo de 37 anos.

Fez pizzas durante seis meses no Bairro Alto, conheceu Portugal e acabou por se apaixonar por uma portuguesa. E por cá ficou.

O sonho, esse esteve sempre presente: abrir o seu próprio restaurante que, agora, seria para instalar em Lisboa. Pelo caminho, trabalhou numa empresa de importação de produtos italianos, que o ajudou a conhecer Portugal de norte a sul.

Igor Penna vem de Novara, uma pequena cidade perto de Milão

A ideia de abrir um espaço próprio tornou-se mais presente antes mesmo da pandemia baralhar todos os dados. “Já andava a ver sítios, mas toda a gente me dizia para ter calma, que não era a melhor altura”, recorda. Em novembro encontrou o local perfeito na zona de São Bento — e decidiu não esperar mais.

Num português percetível mas ainda preso às raízes italianas, Igor Penne explica que a estrela da carta não poderia deixar de ser outra: a pizza.

“Temos duas qualidades, a redonda de borda alta, ao estilo napolitano; e a retangular, à romana”, conta. A primeira obriga a uma fermentação de 36 a 42 horas e é feita com uma mistura da tradicional farinha zero zero e farinha integral, o que torna as pizzas “mais leves e fáceis de digerir”.

Do lado oposto está a romana, com massa de fermentação longa e alta hidratação, num resultado mais crocante do que a napolitana. Tem também a particularidade de ser servida numa tábua de 40 por 25 centímetros.

O tamanho é ideal para duas pessoas — ou três com pouca fome — e oferece também a possibilidade de pedir duas variedades de pizza na mesma tábua.

O recheio, claro, é feito com os mundialmente famosos tomates de San Marzano, dos quais nenhum italiano que se preze abdica, bem como outros produtos como a mozarella fior di latte, que é a estrela das pizzas brancas, sem molho de tomate.

O Veramente tem 18 lugares na esplanada

Na carta estão todas as velhas conhecidas, da Margherita (9,5€) com tomate, mozarella e manjericão à Parma (16€), com tomate, mozarella, borda com recheio de ricotta, presunto de Parma e manjericão.

Depois, há toda uma série de entradas como focaccia (5,5€) ou bruschetta (2,5€), que podem abrir o apetite para algo que não seja pizza. A verdade é que existem duas possibilidades extra: a Lasanha (12,5€) e os Canneloni della Nonna (14,5€), canelonis recheados com ricotta, espinafres, béchamel, queijo Grana Padano e manjericão.

Nos doces há ainda uma surpresa por descobrir. Além da Torta della Nonna (4€), um bolo tradicional com cobertura de compota de figo, há o fiel amigo italiano Tiramisú, que chega à mesa de forma invulgar.

“Nuns sítios serve-se ao copo, noutros à fatia. É sempre igual e quis fazer algo de diferente. É o cliente que tem que fazer a mise en place”, explica Igor Penna. Num tabuleiro chega, portanto, uma pequena chávena de café, uma taça com o preparado cremoso de mascarpone, cacau em pó e os biscoitos.

O plano é simples: molhe os biscoitos no café e disponha-os numa camada, depois cubra com mascarpone, volte a fazer outra camada de biscoitos embebidos e assim sucessivamente. Para um “kick mais forte”, coloque uma pitada extra de cacau nas camadas interiores. E tente não comer a sobremesa antes do passo final.

Carregue na galeria para ver mais imagens do Veramente. 

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Avenida Dom Carlos I, 144A, Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das 12h15 às 23h. Fecha à terça-feira.
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Italiana

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT