restaurantes

Nómada: das Avenidas Novas para o Chiado com a qualidade de sempre

O novo restaurante do grupo ainda está em soft opening. Continua a ser uma autêntica viagem pelos sabores japoneses.
É o segundo espaço em Lisboa. Foto de Nómada/Instagram.

Se em 2019 o Nómada foi fiel ao nome e mudou o restaurante de um espaço para outro na cidade, este ano optou por abrir um segundo projeto em Lisboa. A essência da ementa, que agora também pode ser provada no Chiado, na Rua da Horta Seca, mantém-se dedicada à cozinha japonesa, se bem que aqui existem algumas novidades.

O Nómada Chiado ainda está em soft opening e só recebe clientes mediante reserva. A decoração continua muito contemporânea e moderna, com uma estética que nos transporta até para uma outra capital europeia. Neste espaço os tons terra são ligeiramente mais escuros do que os que vemos no restaurante da Avenida Visconde Valmor.

Rui Oliveira e Francisco Bessone são os sócios e amigos do projeto que começou em 2016. Rui tirou uma licenciatura em comunicação e mestrado em gestão. Francisco era bodyboarder até decidir trocar as ondas pelas facas. Ao viajar pelo mundo e conhecer os sabores de diferentes regiões, Francisco deixou a paixão pela cozinha ganhar força e passou a dedicar-se à gastronomia. 

Há muito para experimentar.

Era sous-chef no Sushic (um dos restaurantes mais famosos de Almada) antes de decidir abrir o próprio negócio em parceria com o amigo. As obras no Chiado duraram todo o verão e nem mesmo a pandemia os travou na abertura de um novo espaço. O Nómada ficou conhecido pelas propostas criativas de sushi e a fusão com a cozinha contemporânea.

Em 2019, o Nómada que tinham aberto na Avenida Visconde Valmor mudou-se para um espaço maior na mesma rua. Em novembro deste ano foi a vez de levar o conceito até uma nova zona da cidade.

Logo nas entradas há novas opções para experimentar. Tem o puri coreano, com tártaro de novilho, gengibre, pasta de malagueta e gema com citronela (4€); as gyozas de camarão com amendoim e quinoa (5€); ou as vieiras com puré de wakame e crumble de amendoim (16€).

Depois pode seguir para um carpaccio de salmão e vieiras, com wasabi, amendoim e molho ponzu (15€); ou o ceviche de vieira e atum com leite de tigre, feijáo azuki e cebola roxa (14€). A carta continua com as propostas criativas de makis, sashimi, niguiris ou gunkans.

Nas propostas de pratos para comer de vaca e garfo, e não com os pauzinhos como a maioria do menu, tem o tataki de robalo com xerém e gamba da costa (17€); as tiras de choco salteadas com gengibre e malagueta (13€); ou a perna de borrego cozida a baixa temperatura com cevadinha de sésamo (20€).

Termine com o chocolate de leite com chocolate de caramelo caramelo (10€); ou com o bolo de matcha com chocolate branco, espuma de creme inglês e gelado de limão (8€).

As reservas podem ser feita online ou pelo número de telefone 213 421 566. Também têm disponível um menu de take-away e delivery através da Uber Eats.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua da Horta Seca 5, Lisboa
    1200-221 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 12:30
  • Às: 15:00
  • Das: 19:30
  • às: 23:00
  • Fecha domingo e segunda.
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Japonesa, Sushi

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT