restaurantes

O chef historiador que não desistiu do seu sonho e abriu um restaurante em Lisboa

Há um ano que Robson Oliveira tinha o espaço. A pandemia só adiou os planos já que nunca deixou o projeto cair.
Tem capacidade para 40 pessoas.

Fevereiro de 2020. Pouco ainda se falava da Covid-19 enquanto pandemia que viria a parar o mundo. A declaração da doença como risco mundial apenas foi feita em março pela OMS. Antes disso, não eram colocados todos os cenários em cima da mesa. Robson Oliveira, 40 anos, natural de Brasília, no Brasil, esperava abrir o restaurante com que sempre sonhou em Lisboa. 

Desde esse fevereiro de 2020 detém o espaço, na Calçada Ferragial, a meio caminho entre o Cais do Sodré, o Terreiro do Paço e o Chiado. Quando o viu apaixonou-se logo. Ficou fã do pé direito alto e do facto de não ser muito grande. Era o que pretendia. As semanas passaram, a pandemia era uma realidade, mas Robson Oliveira não desistiu.

O projeto do Bono ficava na gaveta por alguns meses, mas não foram perdidos de todo. Foi tempo de pensar melhor o conceito e preparar tudo para a inauguração que viria a ser no final deste mês de abril. Antes disso, já se tinha aventurado no take-away e delivery, mas optou por um menu diferente do que serve nas mesas do restaurante.

“Foi um menu experiência, só para dar a conhecer o projeto a quem nos procurava”, explica Robson à NiT. Mesmo com a abertura do Bono, não deixou de servir nas plataformas de delivery, mas agora com o atual menu que tem no restaurante.

“Este é um casual dining dedicado à cozinha mediterrânea e com um conceito muito artesanal.” Os molhos, as mousses ou demi-glace, são todos preparados pela equipa. A cozinha é aberta, atrás do balcão corrido que percorre toda a largura do restaurante. Aqui estão uns bancos altos, mas que neste momento não são usados, devido às restrições da pandemia. Robson espera em breve poder ali sentar pessoas e servir um menu mais rápido com propostas que acompanham a bebida.

Só está em Portugal há dois anos, mas quando chegou soube que era aqui que queria abrir um restaurante. Noutra fase da vida, a ideia até seria ter um espaço no Brasil, mas com um conceito diferente. Estudou durante dois anos em Paris história da gastronomia e esteve por França um total de oito anos, sempre a trabalhar na área da restauração.

Decide vir para Portugal tirar um mestrado em ciência gastronómica na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova Lisboa. O curso começou em 2018 e durou dois anos. É aí que conhece dois amigos que convidou para trabalhar com ele no Bono, Victor Hann e Fabiano Queiroz.

Os cocktails são uma parte importante do menu.

Juntos formam a equipa do restaurante onde ainda está Gustavo Viana, o bartender. Robson Oliveira define a cozinha do Bono como sendo simples na base dos ingredientes que usa. Depois dá sempre uma apresentação cuidada a tudo o que serve. O menu, que pode ver através de um tablet que chega à mesa, já conta com algumas imagens do que poderá minutos depois provar.

Para começar, tem a burrata com legumes e balsâmico (8,50€), o ceviche de robalo com tapioca (9€), a caponata, uma composição de legumes refogados com azeite (5€), a sopa de tomate com ovo escalfado e pesto (5€), ou o tiratido de atum (14€).

No forno Josper, para lhe dar um toque fumado, é preparado o polvo com puré de grão de bico e limão confit (14,50€), ou a posta de bacalhau com broa (17,90€). Nos pratos principais há ainda a picanha da Argentina, o produto que vem mais longe de todo o menu,  servida com batatas fritas e um molho chimichuri (16€).

Nas sobremesas procura dar opções saudáveis e com menos açúcar. Há tiramisú (5,50€), cheesecake de frutos vermelhos (5,50€), ou a panacotta de maracujá e manga (4,50€).

O Bono tem capacidade para 40 pessoas. Por enquanto, às segundas é o único dia em que encerra. A decoração nada tem a ver com a do anterior espaço que ali existiu.

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo Bono.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Calçada Ferragial 9, 1200-182 Lisboa
    1200-182 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 19:00
  • Às: 22:30
  • Fecha segunda
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Mediterrânea

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT