Restaurantes

O novo restaurante “fine dining, mas a preços realmente acessíveis” da Margem Sul

O novo restaurante em Almada procura "preencher um nicho que está em falta", numa região conhecida pela tradição do marisco.
A novidade da Margem Sul.

Mesmo quem não está familiarizado com o conceito de fine dining certamente consegue decifrá-lo através das próprias palavras. Tratam-se de restaurantes requintados, que oferecem aos clientes o melhor da alta gastronomia, além de serviços e uma atmosfera de excelência. Contudo, por muito que seja uma experiência apelativa, este é também o tipo de espaço que conta com os menus mais caros, não sendo uma possibilidade para qualquer um.

A partir de agora, já pode descobrir o melhor dos dois mundos — a sofisticação dos pratos mais exclusivos a valores realmente acessíveis —, no Arco Bistro. O restaurante abriu portas no final do ano passado em Cacilhas, graças à Summershadows Alojamento Lda. A empresa surgiu há 10 anos, tendo começado no ramo do alojamento local com o Cacilhas Guest Apartments e a Quinta Tagus Village. A experiência adquirida no setor da restauração deste último foi o suficiente para adquirirem a confiança e experiência necessárias para avançarem com a novidade.

“A partir de dezembro é que entrámos num ritmo mais constante, a 100 por cento. Antes disso tivemos algumas interrupções pelo meio, o que nos atrasou todo o processo de encontrar uma equipa fixa, elaborar a carta e as restantes logísticas”, explica Catarina Dias, uma das sócias-gerentes do grupo.

Como sempre viveu lá e tem outros negócios na zona, tudo ditava que o primeiro restaurante da empresa de alojamentos locais se situasse no lugar que melhor conhece. “Na verdade, esta sempre foi uma cidade dormitório e, de repente, começou-se a abrir, apesar de sempre ter sido um pólo de restauração. É uma rua muito interessante, está fechada ao trânsito e a Câmara tem dinamizado bastante a zona”, afirma.

“Com o Arco, o que pretendemos é também oferecer algo que não existe em Almada. É um tipo de oferta muito diferenciada, visto a maioria está muito virada para o peixe e para o marisco”. Embora a própria admita que já existem outras alternativas, de pizzarias a sushi e outros, a tradição gastronómica da região passa pelo mar. Por isso mesmo, além de se manter fiel à tradição, “a nossa marca vem também preencher um nicho que faltava”, explica. 

Catarina acredita que o fator que os distingue dos restantes é o conceito: “diria que é uma oferta de fine dining com um valor muito económico”. Tipicamente, o bistro é um restaurante pequeno, aconchegante, que serve refeições caseiras e acessíveis. A descrição quase nem encaixa no conceito do Arco, a não ser nos preços. A qualidade dos produtos, da confeção e do serviço, inclusive da carta de vinhos (extensa e muito trabalhada), acaba por ser uma oferta muito superior a um preço muito simpático”, sublinha Catarina.

A carta de vinhos é um dos destaques do Arco Bistro. “Convidámos a garrafeira de Almada, que conhece muito bem o público em questão e sabia muito bem o que nos propor”. Trata-se de uma lista de referências exclusivamente nacionais, “mas temos sempre algumas surpresas”, confessa. O Fat Baron, da Casa Ermelinda Freitas, tem sido um dos tintos mais apreciados do Arco, “mas a oferta é extensa, foi uma aposta nossa, fruto desta parceria”.

No menu também há pratos que sobressaem, claro. A começar pelos especiais, como o ceviche de robalo (8€) que, aliás, foi já premiado pelo Concurso Gastronómico Sabores de Almada 2023, assim como o cheesecake de lima (6€) e o polvo do arco (15€). As costeletas de borrego com crostas de pistácio (17€) são também um dos mais elogiados. Há muitas outras opções, caso prefira fugir ao mais tradicional. Pode sempre optar pelas saladas, risottos, pasta ou hambúrgueres.

O espaço tem uma agradável esplanada e conta com cerca de 50 a 60 metros quadrados no interior, suficientes para 36 lugares sentados e para os companheiros de quatro patas. Aceitam jantares de grupo, sendo opção à carta até 10 pessoas. A partir daí, apresentam um menu, normalmente, com duas alternativas. 

O Arco Bistro encontra-se aberto de segunda a domingo, das 16 horas à meia-noite. Em breve, tencionam abrir também ao almoço, com propostas de pratos do dia. 

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Cândido dos Reis 126, Cacilhas
    2800-270 Almada
  • HORÁRIO
  • Terça a domingo das 16:00 às 00:00
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Bistrô

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT