Restaurantes

O novo wine bar de Lisboa onde quem perder (ou ganhar) o jogo do galo paga a conta

No Seis também servem vários petiscos para partilhar, com destaque para o pica-pau. O objetivo é dividir tudo menos a despesa.
Assume-se como um espaço para os portugueses.

Fica numa zona de Lisboa bastante popular entre os turistas, mas são os portugueses o público-alvo do Seis, um novo espaço onde os vinhos, os petiscos e os bons momentos são para ser partilhados entre amigos. Perto do castelo de São Jorge, e mergulhado na memória e história da cidade, o wine bar abriu discretamente a 15 de abril, — a estreia oficial será a 12 de maio. 

“Embora a inauguração seja daqui a uns dias, quis abrir mais cedo para treinar a equipa, para que não surgissem aqueles contratempos típicos”, conta à NiT Bruno Teixeira, que abriu o Seis com a mulher.

O espaço fica no primeiro andar do boutique hotel Solar dos Mouros,  uma localização que não escolhida por acaso. Além de querer revolucionar a zona, atraindo mais portugueses, também a unidade hoteleira é gerida por Bruno Teixeira, de 35 anos (bem como a esplanada que ali encontra). Contudo, esta já não faz parte do Seis.

O que também não faz parte deste wine bar são as televisões. Ali não pode ver jogos de futebol nem a final da Eurovisão — e é esse mesmo o objetivo do proprietário, que quer que o som de fundo seja criado pelas conversas com amigos. “O Seis é um conceito tipicamente português: estar à mesa a partilhar histórias de vida, anedotas, enquanto partilhamos também vinhos e petiscos como o pica-pau.”  O objetivo “é pedir e partilhar, depois vamos comendo e conversando”, explica.

Entre os petiscos têm opções como as gambas al ajillo, queijos, enchidos, moelas, presunto, entre outros. Os preços variam entre os 6,60€ e os 14,60€. O destaque vai para o pica-pau: uma dose tem cerca de 150 gramas e pode ser partilhada por mais de duas pessoas.

A carta de vinhos inclui sugestões “de norte a sul do país”. “Não trabalho com referências muito conhecidas. Tenho vinhos premiados e conceituados, sim, mas a maior parte deles não se encontram muito facilmente”, salienta. Tudo isto tornará a experiência mais especial, visto que muitos clientes terão de provar algo novo —e que pode acabar por os surpreender. “Temos vinhos do Algarve, Dão, Lisboa, Sintra”, entre outras regiões.

As opções foram escolhidas em conjunto entre Bruno Teixeira e o fornecedor dos vinhos, para criar uma harmonia perfeita entre os petiscos e as bebidas. Na garrafeira do Seis, encontrará entre 180 a 200 garrafas expostas, cujos preços variam dos 13€ aos 120€. 

Entre as referências que propõe, destaca o 100 Hectares. “É um típico vinho do Douro, monocasta e bebe-se muito bem.” Não é um vinho difícil de encontrar, mas a sua venda nos estabelecimentos de restauração não é comum.

Após uns copos de vinho a acompanhar uns bons petiscos, o convívio e a experiência terminam com uma brincadeira que evitará a discussão sobre quem paga a conta. No wine bar, a decisão pode ser tomada através de um jogo do galo em tabuleiro — o derrotado (ou o vencedor) ficará encarregue da despesa.

Se é fã de vinhos, carregue na galeria para conhecer aqueles que foram recentemente premiados no Concurso Vinhos de Portugal.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua do Milagre de Santo António, 6
    1100-351 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Todos os dias das 12h45 às 23h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Vinho

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT