restaurantes

O paraíso da burrata abriu em Lisboa com vista para o Largo Camões

O That Burrata Place é o mais recente inquilino do Le Consulat. Tem sido bastante procurado, mesmo em tempos de Covid-19.
Tudo aqui é servido com burrata.

A descrição seguinte parece a de uma altura pré-Covid-19, mas a verdade é que tudo isto aconteceu no Chiado, em Lisboa, na primeira semana de novembro. O That Burrata Place, o novo restaurante dedicado à burrata, claro está, está a funcionar desde o dia 3. Os responsáveis não sabiam bem como iam ser os primeiros dias, já que tinham acabado de entrar em vigor as novas restrições para os restaurantes, com o encerramento até às 22h30. A verdade é que estiveram sempre cheios, dentro da lotação autorizada (30 lugares), o que levou a um reforço de pedidos ao fornecedor do queijo, que é o elemento central de todo o projeto.

“Tive de ligar ao fornecedor para nos enviar mais burratas”, explica à NiT Marie Blot Guerend, de 27 anos, uma das responsáveis pelo restaurante. O queijo chega todas as segundas-feiras diretamente de Itália, da região de Puglia. Usam uma versão normal, de vaca, e outra com trufa, para dar assim um toque diferente para quem gostar.

Marie, o namorado, Frederico Horta e Costa, de 33 anos, e a mãe de Marie, Valerie Guerend, assumem-se como “burrata lovers”. Foi dessa paixão que surgiu a ideia de criar este espaço em Lisboa. “Na altura do primeiro confinamento, pensámos em abrir um negócio os três. Pensámos na burrata por ser um produto que gostamos e porque não havia nenhum sítio apenas dedicado a este queijo”, diz Marie.

A primeira ideia até era criar uma dark kitchen, apenas com entregas ao domicílio e delivery, mas os comentários nas redes sociais levaram-nos a falar mais uma vez com o Le Consulat, o hotel onde contavam só usar a cozinha, para passarem também a servir na sala virada para para a Praça Luís de Camões.

Fica no primeiro piso do Le Consulat.

“Criámos a página de Instagram e as pessoas só nos perguntavam onde é o espaço, quando abre e que queriam vir. Tínhamos algum receio em abrir nesta época de Covid, mas fomos em frente.” A ideia inicial mudou e até começaram mesmo a servir no restaurante antes de passarem para a Uber Eats e take-away.

Para criarem a ementa estiveram os três durante duas semanas a comer burratas todos os dias. “Logo desde as 10 da manhã já estávamos a comer.” Experimentaram de vários fornecedores, como portugueses e espanhóis, mas foi mesmo em Itália que encontraram o produto favorito.

É com ele que são preparadas grande parte das propostas do menu deste restaurante. Tem, por exemplo, como entrada, uma clássica burrata com azeite e salvia (6,50€), mas também uma com pão e marmelada de abóbora (6€).

Já nos pratos prossiga para um tártaro de salmão com burrata e abacate (12,80€) ou o de atum com gengibre, abacate e molho de soja (12,80€). Preparam ainda ragu com burrata (13€) e spaghetti com burrata de trufa e limão (17€).

O bar serve vinhos e cocktails.

Outra das propostas são as sandes, às quais pode juntar burrata. É o caso da de presunto, rúcula e tomate confitado (9,80€); ou a de cogumelos, rúcula e pesto de abacate (11,80€). Para as sobremesas tem um cheesecake feito com burrata, claro (6€), ou um tradicional tiramisú (6€).

O restaurante só está aberto aos jantares, a partir de terça-feira. Antes disso, desde as 16 horas, que pode subir até ao primeiro andar do Le Consulat. Ainda não é possível pedir uma burrata, mas pode aproveitar o salão de chá com propostas da Companhia Portugueza do Chá. Existem três variedades para escolher e até pode optar pelo bule onde quer que lhe sirvam. O chá fica a 3,50€. Para acompanhar tem bolos do dia por 2€. Também é possível pedir um copo de vinho. Já cocktails só mesmo a partir das 19h30.

Em relação ao take-away e delivery do That Burrata Place, que deverá começar em breve, será feito em caixas de plástico reciclado e de cartão. O objetivo é foi também criar o That Place Group, já que podem surgir outros conceitos focados noutros produtos que adoram. Por enquanto é na burrata que se querem centrar.

O salão de chá fica do lado direito da sala.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Largo de Camões, 22, Piso 1, Lisboa
    1200-243 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 19:30
  • às: 22:30
  • Fecha segunda.
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Italiana, Petiscos

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT