Restaurantes

A nova barra japonesa de sushi do Algarve está no Pearl Sushi

O restaurante algarvio reinventou-se e a experiência está ainda mais exclusiva, com um menu omakase com 19 momentos.
O espaço está decorado em tons terrosos.

Durante a passagem pelos EUA, André Paulino engendrou uma estratégia para “limpar o organismo” dos fritos, dos burgers e das pizzas: comer sushi. A experiência enquanto estudante na Virgínia levou-a a querer montar ele próprio um restaurante dedicado à especialidade japonesa.

O sonho concretizar-se-ia anos mais tarde, com a abertura do Sushi Pearl em 2012, em Faro. Mais de uma década depois, o restaurante renova-se para responder às novas tendências da cozinha asiática — e tornar-se numa experiência (ainda mais) intimista e exclusiva: por lá só se servem 20 jantares por noite.

Paulino foi viver para os Estados Unidos da América para estudar Gestão de Empresas com apenas 19 anos. Estava entusiasmado por viver noutro país e conhecer uma nova cultura. O problema foi mesmo a comida.

“Passei a vida a comer batatas fritas e fritos no geral. Tudo o que dava para lavar o sistema era o sushi, que na altura já estava na berra. Mas quando vinha de férias, no início dos anos 2000, não havia grande coisa aqui no Algarve”, conta à NiT, o gestor de 40 anos.

Quando terminou o curso, em 2009, regressou a Portugal decidido a abrir um restaurante japonês, mas com produtos algarvios. O Sushi Pearl nasceu três anos mais tarde, em Faro e foi um sucesso. A pérola algarvia tornou-se num dos spots para comer sushi no sul do País. Porém, nas várias formações que ia fazendo com a equipa no Japão, percebeu que estava na altura de mudar o conceito do espaço. Fez obras, reformulou o conceito e a 13 de fevereiro reabriu com uma ideia diferente: uma barra japonesa, ao estilo Omakase.

As mesas deram lugar ao balcão e as cadeiras aos bancos altos, com espaço apenas para 10 pessoas. Agora, no renovado Sushi Pearl vive-se uma experiência completamente diferente, com pratos que mudam diariamente.

Um dos pratos que pode surgir no menu.

Ao entrar no restaurante não espere encontrar uma sala ampla e de grandes dimensões ou com cores berrantes e atulhada de decoração. É tudo muito minimalista, escolhido com cuidado para que a comida seja a protagonista do jantar. Esta decisão cria uma experiência única que dificilmente terá em qualquer outro restaurante asiático em Portugal.

Outra particularidade é que o restaurante não tem menu. Em vez disso, terá de confiar nos sushimen, Domingos Camará e João Silva. O Sushi Pearl tem apenas uma experiência de degustação que conta com 19 momentos diferentes ao longo de duas horas. Começa com oito entradas, 10 nigiris, porque são o tipo mais clássico e uma sobremesa. O preço é sempre o mesmo, independentemente do peixe e dos pratos que tiverem no dia: 90€.

As propostas dadas aos clientes são escolhidas consoante a oferta nos mercados locais, uma vez que só utilizam peixe que chega à costa entre Vila Real de Santo Antónia e Sagres. Um dia pode ser enguia, no outro pardo ou pregado. O objetivo é provar o peixe no seu estado mais virgem. A experiência pode ser completada com pairing de saké. Também encontra vinhos biológicos, 6€ por copo, e cerveja japonesa, por 5€.

O restaurante funciona de terça-feira a sábado, com a possibilidade de escolher entre dois turnos. O primeiro começa às 19h15 e o segundo às 21h30.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Av. da República 48
    8000-079 Faro
  • HORÁRIO
  • Terça a sábado das 19h às 23h
PREÇO MÉDIO
Mais de 50€
TIPO DE COMIDA
Sushi

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT