restaurantes

O português Ricardo Costa está na corrida para ser um dos melhores chefs do mundo

O responsável pelo cozinha do The Yeatman, em Vila Nova de Gaia, é, por enquanto, o único português na lista.
Já está entre os 100 melhores do mundo.

Em ano complicado, surgem boas notícias. Ricardo Costa, o responsável pela cozinha do The Yeatman, em Vila Nova de Gaia, restaurante com duas estrelas Michelin, é um dos nomeados para os prémios do The Best Chef, que serão conhecidos em setembro, numa cerimónia que está marcada para Amesterdão, nos Países Baixos.

É a primeira vez que o chef aparece entre os nomeados para estes prémios. Nesta edição, a organização está a dar a conhecer os candidatos de uma forma diferente. Desde 25 de fevereiro que todos dias tem sido lançado nas redes sociais um dos nomes deste top 100.

A ordem é aleatória nesta fase. O nome de Ricardo Costa surgiu este mês de março e pode ser que apareçam outros nacionais, ou mesmo que trabalhem em restaurantes em Portugal. “Privilegia a gastronomia portuguesa com o melhor que o País tem para oferecer, com produtos locais e receitas tradicionais preparadas com um toque contemporâneo e técnicas inovadoras”, assim é descrito o chef na apresentação que lhe é feita.

Nesta lista de 100 nomes do The Best Chef vão estar chefs de 35 países. Na edição de 2020, José Avillez, do Belcanto, apareceu em 70.º lugar. Já Hans Nuener, do algarvio Ocean, ficou uma posição acima do português, em 69.º. Ambos os restaurantes têm duas estrelas Michelin.

Houve também espaço para Martin Berasategui, chef do Fifty Seconds, em Lisboa, que ficou em 37.º; e Eneko Atxa, chef do Eneko Lisboa, que alcançou a 17.ª posição, e que entrou também na última edição do Guia Michelin.

É na página de Instagram do The Best Chef que pode acompanhar o anúncio dos candidatos. É muito provável que estes últimos referidos, como José Avillez, voltem a estar nesta seleção. Na última edição, René Redzepi foi eleito o melhor chef do mundo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT