Restaurantes

O restaurante instagramável onde pode comer um brunch no meio desta selva urbana

O Twentysix é daqueles espaços que tem mesmo de visitar em Budapeste. O menu tem tudo o que possa imaginar, de sandes a ovos e panquecas.
A sensação é que está numa selva.

História, música, spas para relaxar e uma energia citadina. Para quem procura um destino onde pode ter um pouco disto tudo, Budapeste, na Hungria, é a sugestão ideal. Termas, museus ou restaurantes, por aqui nunca vão faltar locais para visitar e se divertir. Um deles parece um pequeno oásis saído de um filme encantado.

O Twentysix fica no coração da capital húngara e tem a particularidade de manter a temperatura ambiente sempre nos 26 graus. A justificação é simples: este é o valor ideal para manter a pequena selva urbana que ali existe cheia de vivacidade. Claro que a temperatura só é mantida graças às paredes em vidro, mas irá fazê-lo sentir-se ainda mais enclausurado numa selva verdadeira. A própria configuração do espaço ajuda a reforçar a sensação de estar num espaço ao ar livre.

Quando atravessar a porta irá seguir pelo corredor central, ladeado por dois jardins. Em cada um destes lados existem pequenos recantos para se sentar e absorver todo aquele ambiente. Mais adiante encontra umas escadas que o levam para um piso superior, onde a vibe é completamente diferente. Quem ali entra irá encontrar uma selva extravagante e até fascinante.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Következő megálló | Travel Tips & Blog (@vh_travelwithme)

O jardim desdobra-se por todo o edifício e acaba por marcar presença também no menu, com pratos frescos e muitos legumes. No ar sente-se até o aroma a ervas frescas e especiarias exóticas, que acabam por fazer parte do convite que este restaurante estende aos clientes: mergulhar a fundo nos mistérios deste jardim.

O espaço divide-se em diferentes ambientes, onde pode almoçar, jantar ou tomar um brunch. Mas não é tudo. O Twentysix acaba por ser um mundo encantado numa espécie de dois em um. Depois da refeição, pode dar um salto à porta ao lado e atrever-se a entrar no studio onde estão sempre a decorrer aulas de ioga ou de artes plásticas. Pode acabar a fazer o “cão de cabeça para baixo”, ou a “saudação ao sol”, ou mesmo a pintar um novo quadro. O estúdio pertence à mesma empresa do restaurante e o repto está lançado: aqui, o importante é relaxar o corpo e a mente.

O interior é uma homenagem à elegância e sofisticação. Elementos naturais combinam-se com design moderno para criar um ambiente de verão e aconchegante. A iluminação suave e a luz solar das clarabóias banham o espaço com um brilho quente que envolve suavemente o ambiente.

Aberto desde 2021, logo quando a pandemia o permitiu, o Twentysix é considerado por muito turistas como “o melhor restaurante de Budapeste”. E não é difícil perceber o motivo. Nas redes sociais os comentários multiplicam-se, mas a ideia é quase sempre a mesma: nesta inesperada selva urbana vai poder relaxar enquanto tem uma verdadeira experiência gastronómica.

Os mais céticos podem provar se realmente é bem assim tanto ao pequeno-almoço, a meio do dia ou à noite. Na realidade, o restaurante está aberto durante todo o dia, mas vai se transformando para oferecer diferentes experiências consoante as horas.

Torradas de abacate (11€), granola e panquecas ocupam o menu de um subespaço chamado Garden e que está aberto para servir verdadeiros banquetes aos fãs de pequenos-almoços. Dali pode esperar uma pequena fusão entre os sabores tradicionais húngaros, com os da cozinha moderna para “criar uma composição sinfónica para o paladar”.

“Os chefs são verdadeiros mestres do seu ofício. Com uma dedicação apaixonada e uma pitada de criatividade, criam pratos que fazem as delícias não só do estômago, mas também da alma”, garantem os responsáveis. 

Se não estiver satisfeito, pode ainda acrescentar um twist realmente original à experiência, que é como quem diz: adicionar uma árvore ao menu. O restaurante tem um cocktail chamado Plant a Tree. Custa 3.880 florins, o que equivale a 9,70€, e enquanto bebe uma bebida refrescante de hortelã estará a contribuir para plantar um pequeno carvalho. Basta fazer o pedido e a equipa do Plant A Tree Project, que trabalha em conjunto com o Twentysix, plantará a tal árvore e e enviará a respetiva fotografia.

A carta também é composta por pratos mais compostos, como as tábuas de queijo (10,80€), ou as saldadas Cesar (12€), além dos petiscos vegetarianos, que vão desde saladas de quinoa a falafel (6€).

À noite, o ambiente altera-se completamente e é inundado por uma vibe romântica (e igualmente instagramável) através das luzes de um candelabro com um design moderno e as cascatas de luzes que cobrem as paredes. O menu também se transforma, para passar a incluir pratos de carne, como o lombo húngaro, e alguns dos cocktails mais populares do Twentysix — o Old 26 (10,50€), que leva whisky Marker’s Mark, Maker’s Mark, xarope de ácer, cacau, rapas de laranja fresca e noz.

No final, a NiT sugere que visite a loja do edifício, onde encontra produtos da Bloomingville, uma empresa dinamarquesa de decoração, uma coleção de vinhos húngaros, champanhes, geleias e outras iguarias caseiras.

Como lá chegar

A forma mais fácil e rápida de chegar até Budapeste é de avião. O voo tem uma duração acima das três horas e custa 55€ para quem partir de Lisboa. O preço é o mesmo se se deslocar do Porto.

Assim que aterrar o melhor é apanhar o comboio que o leva até ao centro da cidade. Pode sair em Deák Ferenc tér M e depois só tem de caminhar durante cinco minutos até encontrar o Twentysix.

Carregue na galeria para ver mais imagens deste super restaurante no coração da capital da Hungria. 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT