Restaurantes

Oh! Sorte: aqui há pizzas portuguesas com sardinha, bacalhau e queijo da serra

O objetivo é misturar o tradicional com o contemporâneo. Também há pizza com alheira.
Um lugar de reencontros à mesa e não só.

Esta é uma história de reencontros. De amigos e parceiros de negócios, mas também de cozinha e decoração. O Oh! Sorte é uma pizzaria e restaurante junta o que veio juntar o antigo e o moderno num único espaço, na Rua da Alegria, em Lisboa.

Foi a 21 de maio que o espaço abriu, logo na segunda fase de desconfinamento da pandemia no nosso País. O momento poderia ter sido de apreensão mas permitiu afinar algumas ideias. Era “uma questão de filosofia”, conta à NiT Alessandra Haiat, uma das responsáveis do projeto.

Dois meses depois, há um lado moderno e trendy no espaço que tem chamado a atenção mas também um mundo de experiências à mesa, algumas a lembrar a velha frase de Fernando Pessoa, do “primeiro estranha-se, depois entranha-se”.

É o caso da pizza Portugal (13€), onde a mozarella e o molho de tomate se combinam com anchovas e a bem portuguesa sardinha (só disponível durante a época da sardinha). Ou da Alegria (19€), que conta com lascas de bacalhau. Ou da Presunto Serrano (18€), que em vez de apostar em ingredientes de Itália se faz com presunto serrano e queijo de ovelha curado da Serra da Estrela.

A sardinha é destaque numa das pizzas.

O Oh! Sorte é um projeto de dois casais amigos, com cerca de duas décadas de experiência na restauração no Brasil. Há cerca de um ano e meio, descobriram Portugal. “Gostámos muito daqui”, recorda Alessandra Haiat. No nosso País, “houve um momento de reencontro”, que assumiram como um sinal do destino, e voltaram a juntar-se para serem mais uma vez sócios. O Oh! Sorte começava assim a ganhar forma.

Na cozinha, a aposta faz-se “em produtos portugueses, para ajudar a alavancar a economia local”, a tal filosofia que já os acompanha desde o lado de lá do Atlântico. Mudaram de fornecedores e prepararam uma ementa “para crescer junto com Portugal”. As escolhas dependeram do trabalho dos chefs Ana Clara Corvino, mais habituada à cozinha contemporânea, e José Scotini, um pizzaiolo já experiente.

Na decoração, procuraram um ar de confort house, de trazer “ a sala lá de casa” até ao restaurante. Nas paredes, há frases de nomes maiores da língua portuguesa a falar-nos de sorte. Os móveis foram escolhidos em antiquários e há um pátio com teto de vidro de onde irrompe a luz. A zona de bar serve cocktails e cervejas artesanais mas a estrela principal é a oliveira centenária ali plantada.

Oliveira centenária é figura de destaque.

Quem tem gostado bastante do espaço são os clientes, em especial os que vêem alguns clássicos da cozinha lusa agora dispostos em pizzas. “Os portugueses têm gostado bastante. Às vezes ao início acham um pouco estranho mas surpreendem-se”, conta.

Entre os pratos que têm feito sucesso está a salada Surpresa (15€), “que faz um imenso sucesso” nesta altura, mas também a pizza que partilha o nome com o restaurante (18,50€) e onde a alheira impera.

O espaço conta com um total de 250 metros quadrados. Pode receber cerca de 100 clientes mas nesta altura atendem cerca de 50. “O distanciamento social aqui é algo que não tem problema”, garante.

As pizzas mais aventureiras são um pouco mais caras mas Alessandra adianta que, entre entrada, bebida e uma pizza mais à italiana, a conta pode ficar pelos 18€ por pessoa. As principais sobremesas não são as mais baratas (6,50€) mas têm algo que as distingue: são todas confecionadas ali e com produtos frescos, muitas vezes sazonais. É um daqueles casos em que em certas alturas a sobremesa é uma pequena descoberta diária.

O nome chamou-nos a atenção e perguntamos de onde vem. Alessandra, que dá também aulas de yoga, conta que certa vez a meditar lhe surgiu a imagem “já da porta do restaurante com esse nome”. Ligou à sócia, que há dois dias andava a pensar na palavra sorte mas “faltava só o tal complemento”. Ele chegou pela via de um “Oh”.

“É um pouco do ‘oh! Sorte’ de estarmos em Portugal, ‘oh! Sorte’ de nos termos reencontrado, de estarmos num lugar tão bonito onde se come tão bem”, recorda. Mas com uma ressalva sobre o projeto: “Nunca foi sorte. Porque sem trabalho de nada adianta”.

Carregue nas imagens e conheça melhor o espaço e a ementa do Oh! Sorte.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua da Alegria 20, 1250-007 Lisboa
    1250-007 Lisboa
  • HORÁRIO
  • De terça a domingo das 12:00 às 23:00
  • Encerra à segunda
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT