Restaurantes

Omnia: o novo restaurante ribatejano com comida de conforto sofisticada

Abriu em setembro, com a expetativa de se transformar numa paragem obrigatória em Alverca do Ribatejo.
Ideal para uma escapar da cidade.

A restauração sempre fez parte do percurso de Célia Silva. Pode-se dizer que nasceu literalmente no mundo de planeamento de casamentos, graças ao grupo Marquês da Serra, que foi fundado pelos pais em 1995. Desde pequena que se habituou a acompanhar os projetos e ouvir falar sobre orçamentos, fornecedores e catering. Depois da formação Direção e Gestão Hoteleira, decidiu dedicar-se por inteiro à empresa da família — onde se tornou a diretora-executiva em 2015.

Agora, decidiu criar um projeto que “fazia falta a Alverca”. Juntou-se ao irmão mais novo, Gabriel Silva, de 28 anos, e ao marido, Francisco Costa, 32, e o resultado é o Omnia: um restaurante com um ambiente acolhedor e cuidado, mas com comida de conforto.

“É um espaço para quem tem tempo de simplesmente estar, queremos manter a tradição da comida portuguesa, mas com um toque sofisticado”, comenta Célia, de 36 anos.

A empresária acrescenta: “Queríamos criar algo que não tivesse comparações. Alverca é conhecida por ter boa comida e não queríamos ser apenas isso. Daí criarmos um conceito de refeições com assinatura de chef que leve as pessoas a saírem de Lisboa”.

O Omnia nasceu a 15 de setembro, na Urbanização Quinta da Omnia, em Alverca do Ribatejo. Curiosamente, o nome só foi escolhido quando ouviram a morada do local que viria a ser a futura casa dos três sócios. “É uma palavra em latim que significa ‘tudo’ e alinhou-se perfeitamente com o que queríamos transmitir às pessoas”, explica Célia Silva

Os pratos são todos desenhados pelo chef executivo João Cruz. “Tentamos dar o máximo de liberdade criativa à nossa equipa, é tudo criado por eles”. Uma das grandes preocupações de Célia era manter na ementa pratos tradicionais portugueses, mas isso não impede que possam surgir algumas novidades regularmente.

Se passar por lá nos próximos dias vai encontrar sugestões na carta que provavelmente nunca viu em Portugal — e que são o resultado das viagens pelo mundo. Um desses exemplos é a Kopytka (8€), uma receita polaca que foi adaptada ao paladar nacional.

“Tentamos sempre cumprir com as expetativas dos clientes, com a comida que sempre conhecem e sentimos que está a correr bem”, acrescenta Célia Silva.

O menu tenta refletir precisamente isso. Nas entradas vai encontrar os famosos ovos rotos (8€) e um bife tártaro (12€). Nos pratos principais, destacam-se o bife de lombo de vitela com molho cervejeiro e acompanhado com um ovo estrelado (20€), bochecha de porco ibérico (14€), cachaço de bacalhau à brás (15€) e ainda polvo à lagareiro (18€). Porém, a NiT sugere o chuléton maturado por 30 dias com arroz de lingueirão (40€).

No campo das sobremesas, pode terminar a refeição com um pudim Abade de Priscos com mousse e crumble de lima (7€) ou uma rabanada moderna com especiarias, toranja gelado de baunilha e nozes caramelizadas (8€).

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo restaurante Omnia, em Alverca do Ribatejo.

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua José Martinho dos Santos, Nº7, Lj4 Urbanização Quinta da Omnia
    2615-385 Alverca
  • HORÁRIO
  • terça a sexta-feira das 19 até às 00 horas e Sábado a Domingo das 18 às 00 horas
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT