Restaurantes

Orpheu: o novo restaurante do Porto onde as tapas e os petiscos são estrelas

Abriu em fevereiro e reinventou-se para criar menus com produtos portugueses fáceis de enviar para casa.
Fotografias: Tânia Teixeira

Depois de quase um ano a viver com os constrangimentos da pandemia e especialmente com as regras do novo confinamento, o cansaço acumulado começa a notar-se. Se há algo de que sentimos realmente falta é de estar com os amigos e a família, de preferência a rir e a conversar à volta de uma bela mesa de petiscos.

Foi mais ou menos isso que pensaram Sofia e André Santos quando decidiram criar o Orpheu, no Porto. Este novo espaço da cidade começou a ser delineado há alguns meses, já com a pandemia instalada. Era para ter sido inaugurado em novembro de 2020 mas acabou por abrir as portas a 1 de fevereiro, como contam à NiT.

Antes de toda esta situação que vivemos, o casal de 31 e 30 anos, respetivamente, tinha um bar nas Galerias de Paris. Naturalmente, acabaram por ficar sem trabalho e fechar o espaço, o que fez crescer a ideia de abrir um restaurante, com um ambiente mais calmo e acolhedor.

O conceito era simples. Como bons fãs da cultura do sul de Espanha, o modelo de restaurante de tapas, vinho a copo e petiscos para partilhar entre amigos foi a escolha óbvia. No entanto, não é a mais fácil de levar para a frente em tempos de pandemia e muito menos de confinamento.

Foi preciso então ser criativo e por isso decidiram mesmo que iam arrancar e ter um conjunto especial de boxes. Há opções de brunch para uma pessoa (12€), para duas ou três (30,99€), box com cocktails e snacks de estilo mexicano (25€) e outras boxes com petiscos portugueses como enchidos, queijos e vinho (podem variar entre 35€ e 40€).

Quem preferir, pode sempre escolher alguma das sugestões do menu, onde não faltam bruschettas clássicas (2,50€) ou gourmet (3,50€), ovos Orpheu (7,50€), tosta de salmão (6,50€), trilogia de húmus (5,90€) ou tortilha (3,50€). Para a sobremesa também há opções como tarte de amêndoa com gelado de nata (4,90€) ou cookie com gelado de nata e caramelo ou com gelado de nata e chocolate (3,90€).

As entregas podem ser feitas através de Uber Eats ou pelo próprio restaurante, com uma taxa de 3€.

Convém dizer que os produtos são maioritariamente portugueses e que os queijos e enchidos vêm da zona da Serra da Estrela. Além disso, há ainda outros detalhes bem interessantes para descobrir no Orpheu.

A decoração é minimalista mas cuidada, tem peças antigas mas com um toque moderno que conjuga bem com o lado literário do espaço. Sim, porque os donos são fãs de literatura e é mesmo daí que vem o nome.

Gostamos muito de literatura portuguesa e então achámos que dar o nome da revista Orpheu era também uma forma de olhar para o futuro, não nos agarrarmos às maleitas e querer sair da pandemia”, conta Sofia Santos.

Aqui há muita poesia espalhada e até edições da famosa revista que juntou nomes como Fernando Pessoa ou Almada Negreiros. Curiosamente, há também um outro facto histórico ligado ao espaço onde fica este Orpheu: ali havia uma ponte por cima do rio da Vila, um ribeiro que desagua no Douro e que hoje está submerso. Ao mesmo tempo, é ainda lugar de passagem de vários peregrinos que percorrem o Caminho de Santiago.

O Orpheu funciona das 9 horas às 20 horas e está disponível para serviço de take away, de delivery próprio e de Uber Eats. Todas as informações estão nas páginas de Facebook e Instagram.

Carregue na galeria para conhecer melhor este novo espaço.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua da Bainharia, 65
    4050-083 Porto
  • HORÁRIO
  • Todos os dias das 9h às 20h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Petiscos

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT