Restaurantes

Parecem ovnis, mas são hambúrgueres: Taste Invaders tomam conta de Alvalade

A nova hamburgueria de Lisboa vem provar que continua a ser possível inovar num mercado em que parecia estar tudo feito.
Vai adorar.

A 19 de julho, uma nave extraterrestre pousou na rua José Duro, em Alvalade. No seu interior, não encontra seres verdes estranhos que se comunicam em línguas incompreensíveis para o comum dos mortais, mas se lhe der uma oportunidade, vai deparar-se com uma experiência do outro mundo.

Quem o garante é Matias D’Errico (44 anos), João Baptista (39), Francisco Sá (39) e Nuno Mourão (39), os quatro amigos e sócios responsáveis pela Taste Invaders. No novo espaço de Lisboa, há misturas de sabores mediterrâneos e asiáticos em massa selada para descobrir — formato mais fácil de comer e de transportar, mantendo a temperatura ideal durante mais tempo e os ingredientes mais apetecíveis e saborosos — que chegam até si na forma de hambúrgueres e sandes criativas e irreverentes.

O quarteto, longe de ser novato no que à área da restauração diz respeito, surge agora com um conceito que define como “revolucionário”, “resultado de uma constante procura de oportunidades e de inovações”, conta à NiT o mais velho, que antes de se lançar nesta aventura era gerente do Jamie’s Italian, restaurante de Jamie Oliver.

Por acreditar que ainda há muito terreno a ser explorado em Portugal, D’Errico desafiou Baptista, Sá e Mourão, que no currículo têm passagens por espaços como El Clandestino, Harmburgueria da Parada e o Bom, o Mau e o Vilão, a provar que continua a ser possível inovar e surpreender num negócio em que tudo leva a crer que não há mais nada para inventar.

“Acredito que há centenas de marcas de hambúrgueres, algumas delas muito boas, mas o Taste Invaders consegue individualizar-se num segmento de mercado no qual já parecia estar tudo feito. Não nos diferenciamos só no formato do hambúrguer, mas também na fusão de sabores asiáticos e mediterrâneos e look & feel industrial da nossa loja, que dista bastante de qualquer hamburgueria. Queremos ser um espaço onde o cliente se sente à vontade para vir e desfrutar a qualquer momento do dia”, explica o responsável.

Do menu diversificado, repleto de propostas de carne, peixe e vegetarianas, Matias destaca o hambúrguer Cheese & Onion, brindado com carne de vaca, cheddar, cebola caramelizada e cebola frita, envoltos numa picante maionese de kimchi (7€). Nas sandes, recomenda a Korean Ossobuco, um corte de carne de vitela que se desfaz na boca, cozinhada a baixa temperatura, com alface, tomate, cebola frita e um rico molho barbecue coreano (9€).

“Ambas as opções têm dois dos nossos três molhos caseiros, e cada um deles consegue uma harmonia e equilíbrio nos sabores excelente”, comenta. Para acompanhá-las sugere a limonada Invaders, com hortelã e um toque de sal do himalaya (2,5€), ou um dos cocktails, como o que leva tequila, Cointreau, sumo de limão, xarope e coentros (8€).

À hora do lanche, convida sempre a experimentar as Ice Invaders, pão brioche ou panqueca recheada com gelado e toppings à escolha (a partir de 5,5€).

Uma opção mais em conta são os combos, compostos por um hambúrguer ou sandes, bebida — entre refrigerantes, água ou imperial — e uma dose de batatas fritas acompanhada de molho barbecue koreano, kimchi ou molho de alho e ervas (9€ a 10,5€).

A refeição tanto pode ser feita na sala interior como na esplanada da loja, cujo nome foi influenciado pelo icónico jogo Space Invaders. “O Space Invaders foi um dos primeiros jogos que existiram pelo que se tratou de uma grande revolução naquela altura. Marcou, sem dúvida, a minha infância. Passava horas a jogar. Inspiramo-nos nele não só pelo formato de nave especial dos nossos produtos, mas por considerar que o projeto muda o jogo dos hambúrgueres como os conhecemos até agora e que temos uma grande oportunidade neste segmento”, clarifica.

Para já, só têm um restaurante, mas esperam abrir mais, em Portugal e fora dele, sempre com a vibe moderna, clean e confortável que construíram, onde é possível relaxar entre plantas naturais e ao ritmo de boa música. “Gostávamos de nos tornar numa cadeia de referência, tanto em termos de inovação como de qualidade”, conclui o argentino que chegou ao País, “com uma mala cheia de ideias, projetos e sonhos”, depois de sete anos a viver no Brasil.

Carregue na galeria para espreitar o Taste Invaders, bem como as especialidades que servem.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT