restaurantes

Phenix: a app contra o desperdício alimentar deixa de cobrar taxas aos parceiros

A medida vai estar em vigor até ao final deste estado de emergência. O objetivo é continuar apoiar os vários negócios.
A medida está e vigor até ao final do mês.

A medida tem vindo a ser adoptada por vários serviços de entregas em casa e também chegou à Phenix. Durante este estado de emergência, a aplicação de ajuda no combate ao desperdício alimentar não vai cobrar taxas aos restaurantes e parceiros com quem trabalha. O objetivo é que os vários negócios fiquem com a totalidade do preço pago pelos clientes.

A medida vai estar em vigor pelos menos até 30 de janeiro. Nesta aplicação encontram-se vários cabazes anti-desperdício a preços mais em conta. Fazem parte dos excedentes alimentares que os vários projetos têm e esta é uma forma de os continuar a vender.

A Phenix chegou a Portugal no final de 2019 e conta já com mais de 700 parceiros. Nesta altura é muito provável que os excedentes aumentem, devido à quantidade de produtos que não serão vendidos, uma vez que os espaços estão encerrados e só conseguem fazer as entregas por delivery ou take-away.

Este projeto nasceu em 2014 e está presente em várias cidades de França — como Paris, Lyon, Rennes, Nantes, Grenoble, Montpellier, Toulouse e Dijon — mas também em Lausanne, Renes e Genève, na Suíça.

Desde que foi criada já conseguiu evitar que 60 milhões de refeições fossem para o lixo, bem como o desperdício de 150 toneladas de produtos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT