Restaurantes

Praia na Villa. O spot onde todos querem ser vistos reabriu e já tem noites esgotadas

Reabriu no sítio do costume, em Vilamoura, no Algarve. Os pratos para partilhar e os DJ sets para dançar até de madrugada mantêm-se.
Fica na estrada de Albufeira.

A  semanas da reabertura, já tinha noites esgotadas. Falamos do Praia na Villa, em Vilamoura, um dos spots onde “todos quer ver e ser vistos” no Algarve. O bar é tão concorrido que há até quem diga que “não é verão se não tirar uma selfie na esplanada do Praia”. O espaço reabriu a 8 de julho para mais uma temporada de diversão, música e bons petiscos. E, claro, os clientes já estavam com saudades.

“A inauguração já foi muito mexida, mas o expetável é que o movimento vá crescendo até atingir o auge, que costuma acontecer nas primeiras semanas de agosto. No entanto, já temos noites completamente esgotadas. Aliás, em janeiro que já tínhamos pessoas a fazer reservas para cá jantarem durante as férias. Gostamos muito de deixar saudades”, revela Nuno Santana, um dos proprietários do espaço.

Este ano, o Villa tem “uma vibe mais tropical”, com apontamentos vintage, com móveis antigos e muito coloridos. “Gostámos de trazer sempre novidades”, acrescenta o responsável. Além das novidades na decoração, trouxeram pratos de Lisboa para completar a lista de petiscos.

O menu destaca-se pela utilização de ingredientes locais e pelo foco na partilha de pratos. As opções de entrada incluem carpaccios de polvo (20€) ou novilho (20€), tacos de camarão (19€) ou de novilho (24€), croquetes (12€) e tábuas com croquetes, presunto, queijo de ovelha amanteigado, terrine de foie gras e enchidos bascos (24€).

Para prato principal têm propostas como atum braseado (28€), ravioli de lagostim e espargos (32€), Nasi Goreng (22€), uma proposta asiática com arroz balinês, legumes e ovos e uma seleção de carnes do mundo, como picanha (42€), tomahawk (95€) e rib-eye wagyu Japão (135€). As sugestões mais leve incluem poke’s de atum (22€) ou uma Caeser salad (22€). A lista de sobremesas disponíveis inclui petit gâteau de caramelo (10€), ou uma tarte banoffee (10€), ou pudim Abade Priscos (11€) servido com sorvete de maracujá.

O lema do restaurante é simples: “Food, drinks and fun”. A carta de bebidas, é extensa e inclui uma grande variedade de opções, de combinações clássicas ou exóticas até cerveja artesanal e vinhos. Alguns cocktails já se “tornaram famosos por mérito próprio”, como o Manjerico da Villa (14€) com gin, açúcar, sumo de limão, clara de ovos e manjericão e o Villa Mule (14€) que leva vodka, sumo de lima, ginger beer e espuma de gengibre.

À noite, e depois do serviço de jantar, há sempre DJ sets até de madrugada. O Praia na Villa tem uma lotação de mil lugares, 300 sentados e 700 em pé. A área de refeições é posteriormente desmontada para servir de pista de dança. 

Caso queira lá jantar, o melhor é reservar. Os clientes que já conhecem o conceito que começou, como o nome indica, na Praia. As reservas podem ser feitas por telefone, ou através do site do grupo.

Uma história de verão

Em 2010, três amigos uniram-se à Media Capital para inaugurar um festival de verão em Portimão, o MEO Spot. O projeto, patrocinado pela empresa de telecomunicações, durou quatro temporadas, acabando por fechar no final do contrato estabelecido. Insatisfeitos, Francisco Spínola, Nuno Santana e João Arnaut decidiram procurar uma solução para voltarem a reunir os amigos durante o verão.

“Após a experiência na praia da Rocha, a nossa amizade fortaleceu-se e sentimos que precisávamos de um espaço onde pudéssemos acolher o nosso grupo e família. Um de nós teve a ideia de recriar o conceito, numa praia mais próxima de Lisboa. Contactámos o chef Olivier da Costa, que se juntou a nós e criámos uma versão mais pequena do MEO Spot”, recorda Nuno Santana, um dos sócios do grupo Praia.

Encontraram um pequeno bar na praia na Costa da Caparica em 2014 e deram-lhe o nome Praia— Sea & Salt Pepper, por estar, descreve o empresário de 50 anos, “literalmente em cima da areia”. O negócio correu melhor do que o esperado e, volvidos dois anos, receberam uma proposta de um fundo de investimento para expandir o conceito para Vilamoura.

“Naquela altura, esta zona do Algarve era praticamente um deserto. Só havia o BLISS e eles queriam promover a região. Recebemos o convite em maio e dois meses depois inaugurámos o Praia na Villa”, revela.

Festa, comida e cocktails de autor. Os ingredientes para o sucesso estavam lançados – e as expectativas foram superadas. “Todos os verões ficávamos surpreendidos. O espaço tinha (e tem) uma atmosfera especial, que atraía cada vez mais clientes, mais reservas. Com eles vinha também a pressão e os pedidos para que abríssemos um espaço semelhante em Lisboa, ou no Porto, para que pudessem visitar durante o ano.”

Os pedidos foram ouvidos e, em 2018, abriram o Praia no Parque, na capital, e em 2023, rumaram à Comporta. O grupo Praia transformou-se num “navio a todo o vapor”, no que diz respeito à abertura de bares e restaurantes. No entanto, com a chegada do verão, os clientes gostam de rumar ao sul, para aproveitar as noites quentes na famosa esplanada com deck de madeira que muitos consideram uma “segunda casa”.

E as novidades não ficam por aqui: a família Praia vai crescer. Sem entrar em detalhes, Nuno Santana adiantou à NiT que o grupo esrá a preparar a abertura de um espaço na Marina de Oeiras, no local do antigo Rio’s.

Carregue na galeria para ver mais imagens do renovado Praia na Villa, em Albufeira.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Lote C2, Aldeia Hípica, Algarve
    8125-426 Vilamoura
  • HORÁRIO
  • Das: 19:30
  • Às: 03:00
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Steakhouse

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT