restaurantes

Quando é que reabrem todos os restaurantes com estrela Michelin do norte do País?

Alguns já estão mais uma vez a servir os clientes, outros vão esperar mais alguns dias para retomarem a atividade.
O chef Rui Paula já voltou a servir os vários pratos de autor.

Rui Paula apostou no delivery nos últimos meses, mas assim que houve autorização para reabrir os restaurantes, não pensou duas vezes. Desde esta segunda-feira, 19 de abril, que retomou o serviço nos vários espaços, incluindo no duas estrelas Michelin Casa de Chá da Boa Nova, em Leça da Palmeira.

Depois da zona de Lisboa, fomos até ao norte perceber quando é que reabrem os restaurantes estrelados. O espaço de Rui Paula é um dos que já está a funcionar. Tem os menus divididos por cantos, como “Os Lusíadas”, de Camões, e com uma forte inspiração no mar. As degustações começam nos 90€ e chegam até aos 190€.

Subindo no mapa até Bragança é onde encontramos outros dos restaurante Michelin em Portugal que está mais uma vez a servir refeições. Falamos do G Pousada, dos chefs Óscar e António Gonçalves. Faz parte do guia desde a edição de 2019.

Óscar Geadas é o chef responsável pela cozinha deste espaço. Com o irmão, António Gonçalves, já teve outro restaurante, mas aqui as propostas são muito mais criativas e conquistaram os inspetores. O restaurante reabriu a 19 de abril já com uma nova carta de primavera/verão.

Esta semana, na quinta-feira, 22 de abril, está de volta o serviço ao A Cozinha, em Guimarães, do chef António Loureiro. Foi considerado o Chefe Cozinheiro do Ano em 2014. Desde essa altura que está n’A Cozinha. Este ainda é o único restaurante da cidade a entrar no Guia. Fica mesmo no centro histórico e apresenta uma cozinha moderna e criativa.

Vai ter de esperar mais umas semanas para regressar à Casa da Calçada e provar o menu proposto pelo chef Tiago Bonito. A reabertura do Largo do Paço vai acontecer a 4 de maio com novos menus e outras novidades. Já estão a aceitar reservas para os primeiros dias.

O The Yeatman volta a 5 de maio.

Mais reaberturas, só mesmo em maio. Logo no dia 4 acontece o regresso do Antiqvvm com o jardim e a vista para o Douro. Este espaço no exterior tem suscitado alguns pedidos de reserva para eventos, mas os responsáveis decidiram esperar mais umas semanas para voltaram a servir o menu do chef Vítor Matos.

No dia seguinte, 5 de maio, terá oportunidade de voltar ao duas estrelas Michelin The Yeatman, do chef Ricardo Costa, que está nomeado para a lista da The Best Chef. Até lá, existem alguns espaços no hotel abertos, e logo com vistas incríveis sobre o Douro e a ribeira do Porto.

É o caso do Dick’s Bar & Bistro e do The Orangerie que voltaram a receber clientes quando as esplanadas conseguiram abrir no País, logo no início de abril. Croquetes de arroz de pato com parmesão e rúcula (14€), dos enchidos nacionais com picles (18€), da sanduíche de bife de atum com maionese de wasabi (20€), da francesinha especial (22€), são alguns dos pratos que pode pedir. É também a partir de 5 de maio que o Pedro Lemos, no Porto, permite fazer reserva de mesa através do site.

Ainda sem data prevista de reabertura está o Mesa de Lemos, em Viseu. Apesar de não receber clientes neste momento, o projeto que tem à frente o chef Diogo Rocha está a servir um menu especial em cocotte de porcelana. Só está disponível aos fins de semana e está sempre a mudar a opção que é servida.

O regresso ao Antiqvvm é feito no início de maio.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT