Restaurantes

Restaurantes nacionais lançam campanha para ajudar refugiadas ucranianas

Os bens essenciais para a higiene pessoal doados pelos clientes vão ser entregues às mulheres obrigadas a abandonar a Ucrânia.
Restaurante Mosteiro do Leitão. Fotografia: Hugo David.

Com o mundo a assistir à invasão da Rússia à Ucrânia, que teve lugar a 24 de fevereiro, e às consequências devastadoras para o país liderado por Volodymyr Zelensky, multiplicam-se as ações de apoio aos cidadãos ucranianos, vítimas de uma guerra da qual nunca quiseram fazer parte.

De grandes empresas a pequenos negócios e figuras anónimas, a ajuda tem chegado de todos os setores — e é sempre bem-vinda. Nesta quinta-feira, 3 de março, foi a vez do Grupo FF, composto pelos restaurantes Mosteiro do Leitão (Batalha e Zibreira), Frango da Villa, Mundo do Peixe, Claustro Experiences e a plataforma de delivery Meal to You, se unir à causa.

Aproveitando o Dia Internacional da Mulher, que se celebra a 8 de março, promovem a campanha “Todos por Todas”, que quer garantir às refugiadas ucranianas, agora presentes nos países fronteiriços, o acesso a produtos de higiene íntima feminina, fulcrais para evitar problemas de saúde. “Consiste num gesto solidário para com as mulheres ucranianas que estão a viver uma situação catastrófica no seu país de origem”, explica a marca em comunicado. Participar, não podia ser mais simples.

Na próxima terça-feira, as mulheres que frequentem os espaços mencionados “receberão um vale que servirá para contabilização da doação feita pelo estabelecimento da oferta de material”.

Os homens também estão convidados a ajudar e podem fazê-lo “realizando uma doação para a causa, deixando o seu donativo em géneros na receção dos estabelecimentos aderentes”.

Outros espaços comerciais que queiram contribuir podem doar vários materiais de higiene íntima feminina e/ou dinheiro para a compra dos mesmos. Devem começar por preencher este formulário.

Para a administradora do FF, Zita Freire, esta campanha reflete “a solidariedade de todas as pessoas, em especial as mulheres, para as necessidades muito específicas e importantes que este grupo tem, ainda mais notórias em contexto de guerra e de sobrevivência extrema”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT