restaurantes

A Taberna da Gata trouxe novos petiscos ao Porto — e um bolo de chocolate de sucesso

Abriu em plena pandemia e teve de adaptar todo o conceito. Está também a fazer entregas ao domicílio e delivery.
O bolo está a ser muito pedido. Foto de Taberna da Gata.

O projeto começou a ser pensado para abrir em março de 2020 e com um conceito apenas virado para os petiscos aos final da tarde. A pandemia veio a alteral todo o esquema que Ana Antunes, 37 anos, a responsável pelo espaço, tinha pensado para a Taberna da Gata. A abertura fez-se mais tarde, só mesmo no verão, e ao menu foram acrescentados pratos do dia e um bolo de chocolate que está a ser um sucesso.

A receita é secreta e é a única coisa que Ana Antunes prepara na cozinha. Já os pratos e petiscos tem um chef que a ajuda. O bolo começou por ser vendido à fatia, mas o sucesso foi tal que começaram a surgir as encomendas do bolo inteiro. “Tivemos vários pedidos de encomendas para o Natal e no Ano Novo”, explica a responsável á NiT.

E continuam em 2021. Num dia em que falámos com Ana tinha o restaurante encerrado, mas estava na cozinha a preparar o bolo para um aniversário que tinha sido pedido. Na Taberna da Gata é servido uma fatia com uma bola de gelado.

Nas próximas semanas de confinamento o projeto vai manter-se aberto para take-away, mas também entregas ao domicílio próprias e com outros serviços de delivery. Os petiscos fazem parte das opções, mas também os pratos do dia, que pode se  vistos na página de Instagram da Taberna.

Por exemplo, já prepararam frango com cerveja, feijoada de lulas, bifinhos com com cogumelos, cabrito assado no forno ou vitela assada. Nos peticos pode optar pelo pódio, que é assim que chamam às três sugestões mais pedidas da carta.

“O nome começou por brincadeira. Houve um grupo de clientes que me perguntou o que saía mais. Eu disse qual era o nosso pódio: ovos rotos, as bolas de alheiras e queijo de cabra e os rojões com castanhas. O nome ficou e passamos sempre a chamar assim.”

O restaurante tem capacidade para 55 pessoas.

No menu não está assim descrita numa espécie de combinado, mas já sabe quais são para os procurar. Há ainda arroz de polvo (8€), punheta de bacalhau (4€), pataniscas de bacalhau (4,90€), assas de frango com molho sweet chilli (4€), moelas (4,50€) ou tábuas de queijos e enchidos (9€).

Ana Antunes não tem um passado ligado à restauração, mas sempre gostou muito de cozinhar, apesar de na Taberna da Gata só tratar da sobremesa. Tem formação em optometria, passou por Espanha e em Portugal trabalhou na indústria farmacêutica ligada à oftalmologia.

No início do ano passado quis ver como se saída na restauração. “Era um sonho que já tinha há algum tempo.” Um amigo chef ajudou-a na consultoria dos pratos que são preparados todos os dias na Taberna.

Depois de um período bom no início, e de uma ligeira quebra em outubro, voltaram no final de 2020 com vários pedidos, especialmente no take-way, que se irá manter.

O restaurante tem capacidade para 55 pessoas no interior. Existem ainda alguns lugares na esplanada.

O espaço vai estar aberto para take-away.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua de Vasques Mesquita, 36, Porto
    4350-337 Porto
  • HORÁRIO
  • Das: 19:00
  • Às: 22:00
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Petiscos

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT