Restaurantes

Kikas vai abrir rodízio com espetáculos de striptease, lutas na lama e touro mecânico

A criadora do icónico La Siesta está de volta, mesmo depois de acusada de lenocínio. Novo espaço abriu esta terça-feira.
O bar foi vendido a empresários espanhóis.

Após ser acusada de lenocínio, Maria da Conceição da Costa António, mais conhecida por Kikas, anunciou a reforma. Mas, ao que parece, parece que a vida de aposentada não é para a empresária. Esta terça-feira, 16 de abril, anunciou que vai abrir um restaurante de rodízio em Almeirim.

A abertura está marcada para dia 26 de abril e o espaço irá chamar-se Tia Kikas. Terá um rodízio e a animação contará com muitas festas temáticas e espetáculos de dança “sem nudez total”. “Somos um estabelecimento onde a diversão nunca tem fim”, escreveu a empresária nas redes sociais.

“Somos um destino completo que oferece uma experiência única, combinando um delicioso restaurante com rodízio, um animado bar, espetáculos sensuais de strip, despedidas de solteiro tanto para homens quanto para mulheres, e emocionantes campeonatos de touro mecânico entre outros.”

Segundo Maria da Conceição, o novo negócio é também uma forma de empregar os funcionários que a acompanharam no anterior espaço durante 30 anos. O restaurante, localizado na Nacional 114 irá funcionar na parte da entrada do edifício e na parte de trás será instalado um ringue para lutas de lama e touro mecânico, segundo o jornal local “O Mirante”.

O adeus de Kikas

A 16 de agosto de 2023, Maria da Conceição da Costa António, de 64 anos, anunciou que se iria reformar, após mais de duas décadas à frente do Bar La Siesta, um espaço que oferece “diversão sem limites, sedução, muita fantasia, sensuais espetáculos de strip e despedidas de solteiro”, lia-se no site do estabelecimento. Porém, a saída da empresária não significa o fim do espaço de diversão noturna em Vale de Santarém: o bar foi vendido a empresários espanhóis, adiantou na altura.

Kikas justificou a decisão com o “cansaço e por estar a ser cada vez mais difícil trabalhar na noite”, revelou ao jornal local “O Mirante”. “Quero viver com a família”, sublinhou Maria da Conceição. Inaugurado por volta de 2002, o La Siesta só fechava aos domingos — funcionando todos os outros dias, incluindo feriados como o dia de Natal e Passagem de Ano.

“Encerrei um capítulo longo onde criei, inovei, lutei muito, derrubei muitas barreiras e muitos preconceitos e ergui muitos conceitos inovadores na época que acredito que serão intemporais e perpetuar-se-ão nas memórias de quem as vivenciou pelo menos uma vez na vida. Criámos memórias em Portugal e no mundo, colocando o nome do La Siesta (A Kikas) nos mais altos níveis reputacionais. Essa reputação só se criou com muito rigor, inovação, bom atendimento ao cliente e sobretudo devido ao respeito mútuo que era uma obrigação intransigente nas normas da casa”, escreveu numa publicação do Facebook.

Aproveitou a ocasião para agradecer aos habitantes do Vale de Santarém, especialmente àqueles que vivem à volta do La Siesta, por toda a cooperação, compreensão e respeito ao longo dos anos. “Encerro, assim, este ciclo, na certeza de que dei sempre o máximo de mim, o melhor que tinha e fui o mais longe que a vida me permitiu. Marquei vidas, ajudei o próximo, aprendi, ensinei, ri, chorei. Enfim, acima de tudo vivi. Vivi muito este projeto que tanta saudade me vai deixar. Um beijinho enorme da amiga, da parceira, da empresária, da tia, da mãe. Da singular Kikas”, concluiu.

Carregue na galeria e veja algumas fotografias do bar da Kikas. Atenção: estas imagens não devem ser vistas no trabalho (nem na presença de menores).

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT