restaurantes

Tribunal declara insolvência da histórica Cervejaria Galiza no Porto

Em causa está uma dívida de 12 mil euros que deverá ser liquidada no prazo máximo de 30 dias.
Está aberta deste 1972.

Desde novembro de 2019 que são os trabalhadores que estão a gerir a história Cervejaria Galiza, no Porto, tudo depois de uma tentativa da entidade gestora de querer encerrar as instalações. Sete meses depois, o Tribunal de Comércio de Gaia vem a declarar a insolvência do espaço.

A decisão foi tomada esta quinta-feira, 4 de junho, mas apenas conhecida na sexta-feira, 5. Um dos credores, a Sociedade Real Sabor, reclama uma dívida de 11.951€ que devem ser paga no prazo máximo de 30 dias.

Segundo a agência “Lusa”, citada pelo “Jornal de Notícias”, Ricardo Passagem, que foi nomeado administrador de insolvência “deverá proceder, de imediato, à apreensão de todos os bens do insolvente, ainda que arrestados, penhorados ou por qualquer forma apreendidos ou detidos, seja em que processo for, com ressalva dos que hajam sido apreendidos por virtude de infração, quer de caráter criminal, quer de mera ordenação social”.

“Ficamos de certa forma aliviados e estamos na expectativa para ver como é que o gestor de insolvência irá lidar com isto“, explicou António Ferreira, da Comissão de Trabalhadores da Cervejaria Galiza. A esperança é que consigam manter o restaurante aberto bem como os postos de trabalho.

O restaurante foi fundado no Porto no verão de 1972.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT