Restaurantes

In.Vulgar: o irmão mais novo do Terroir trata a cozinha portuguesa com criatividade

Não espere tachos e travessas à mesa. Neste novo restaurante da Baixa de Lisboa, os sabores nacionais estão muito presentes.
Os pratos são todos criativos.

Em dois anos, tudo mudou na Rua dos Fanqueiros, na Baixa de Lisboa. Sempre que vagam espaços naquela zona da cidade são rapidamente ocupados por lojas com as típicas recordações para turistas, como ímans, panos de cozinha e carteiras de cortiça. Porém, nem sempre é assim. Os números 186 e 308 receberam dois restaurantes bastante criativos: o Terroir, inaugurado em 2020; e o In.Vulgar, o irmão mais novo que abriu no final de abril.

“Queremos dar aos clientes uma experiência que não possam ter noutro lado. Brincamos ao dizer que se fosse para ter uma experiência vulgar ficávamos em casa. Por isso surgir o nome In.Vulgar”, explica à NiT Magda Martins, responsável de comunicação dos dois espaços, onde também faz a seleção de vinhos.

O primeiro a abrir foi o Terroir, que cedo se identificou como um atelier gastronómico. Era um espaço pequeno, mas cresceu em 2021 — ganhou uma sala maior. Aqui foi pensado um menu de degustação baseado em ingredientes nacionais. Já no In.Vulgar a ideia foi outra.

“Precisávamos de um novo espaço que não fosse baseado em menus de degustação. Aqui os pratos são pedidos à carta e com uma boa seleção de vinhos a acompanhar”, explica.

O In.Vulgar é um restaurante a pensar no público estrangeiro que todos os dias passa naquela zona da cidade, mas não só. “A única linha que une os dois espaços é o respeito pelos produtos portugueses. A ideia é apresentar aos turistas e ao público português o melhor que temos em Portugal.”

Para o fazer contam na cozinha com o chef Hélder Martins. Já passou por vários projetos, alguns dos quais com estrela Michelin, como é o casos Arzak, em San Sebastián (Espanha), ou do The Fat Duck, no Reino Unido.

O objetivo deste menu é que seja mudado quatro vezes ao longo do ano, para respeitar a sazonalidade dos produtos. Desta forma terá mais motivos para visitar o espaço ao longo dos vários meses.

A refeição pode começar com um dos cocktails de autor ou um copo e vinho. Depois pode experimentar o espadarte de Sesimbra com batata doce e azeitona (28€), o rabo de boi com foie gras e maçã de Alcobaça (24€) ou a sapateira com legumes (14€).

Tal como o Terroir, também o In.Vulgar apostou numa decoração mais cuidada. “É em tons de preto e dourado, com mesas em mármore. A ideia é puxar à elegância e ao glamour, daí a escolha destes tons.”

Inês Santos, Erik Ibrahim, Carlos Santos e Fernando Carrilho são os empresários apaixonados por restauração que se juntaram na criação deste projeto. Já o tinham feito em 2020 no Terroir e desta vez apostaram neste novo conceito.

Carregue na galeria para conhecer melhor o novo In.Vulgar.

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua dos Fanqueiros 308, 1100-233 Lisboa
    1100-233 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 19:00
  • Às: 23:00
  • Fecha domingo e segunda.
PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa, Autor

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT