restaurantes

Yamatai: o novo japonês de Lisboa é de um dos fundadores da Dinastia Tang

Marisa Cerqueira tinha aberto com o ex-marido o espaço em Marvila. Mantém-se num conceito asiático, mas num novo projeto.
É o novo japonês da cidade.

Desde o final de março que o Yamatai está pronto para receber clientes. O novo japonês de Lisboa fica na zona do Saldanha, mas ainda não recebeu clientes no interior. Ainda assim, da cozinha já começaram a sair as primeiras sugestões em take-away e delivery. A previsão é que a inauguração da sala, que conta com uma cerejeira ao centro, aconteça a 19 de abril, na segunda-feira.

O projeto é de Marisa Cerqueira, 41 anos, e do sócio Rafael Arruda, 31 anos. Este não é o primeiro restaurante que abre em Lisboa. Com o ex-marido tinha aberto a Dinastia Tang, em Marvila, espaço que teve de encerrar devido ao final do contrato de arrendamento do proprietário. O mesmo destino irá acontecer com os projetos que fazem parte daquele quarteirão até ao armazéns da Abel Pereira da Fonseca.

“Uns já saíram, outros estão a lutar por sair”, diz à NiT Marisa Cerqueira. A última refeição do Dinastia Tang foi feita no início de fevereiro de 2020. “Na altura quando comecei a conceber esse projeto havia um pouco o estigma do chinês, mas conseguimos dar uma nova imagem a esse tipo de gastronomia, com algo mais tradicional.”

É um pouco nessa lógica que Marisa pensou este novo Yamatai, um japonês com opções de sushi, claro, mas também uma aposta nos pratos quentes que fazem parte desta cultura asiática. Algumas das propostas que irão ser servidas presencialmente no restaurante já se encontram na oferta do delivery que arrancou no final de março.

A decoração do Dinastia Tang, como muitos se recordam, era bastante imponente com elementos que nenhum outro projeto em Lisboa apresentava. No Yamatai a ideia é simplicidade, algo que faz parte dos ideais japoneses. “É uma decoração clean, mais minimalista, mas básica do que a chinesa, com a aposta em elementos naturais, como a madeira e a pedra.”

Há pratos quentes para pedir neste japonês.

As paredes são cinzentas e ao centro da sala do restaurante, com capacidade para 76 pessoas, está um vaso e uma cerejeira. Poucas foram as coisas que transitaram da Dinastia para o Yamatai. Falamos do vaso que ostenta este tronco e também uma lanterna de pedra. “Eram coisas comuns às duas decorações e que faziam sentido trazer para aqui.”

Marisa Cerqueira viveu dois anos em Xangai e tinha a cultura chinesa muito presente. A japonesa também, já que teve uma colega de quarto do Japão na faculdade onde estudou.

Por enquanto, é apenas em delivery que pode provar as várias sugestões do Yamatai. Na ementa, que está disponível na Uber Eats, tem como entradas o Sake Tartufo, com cubos de salmão marinado e aroma a trufa (7€), a conserva de couve picante (3,50€), as gyozas de frango ou legumes (7€), ou a japonesinha, uma tortilha japonesa com legumes, camarão e ovo estrelado (7€).

Há ainda poke, teppan, yakisoba e yakizakana, um robalo grelhado com feijão verde salteado. Ao almoço criaram os menus com yakisoba e bebida (11,50€), ou os que juntam entrada quente, entrada fria, prato principal e sobremesa (20€). Para a sobremesa têm os mochis, uns bolinhos de arroz recheados.

O sushi faz parte da ementa que irá ser servida.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Av. Praia da Vitória, 11, Lisboa
    1000-245 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Das: 12:00
  • Às: 15:00
  • Das: 19:00
  • Às: 23:00
  • Fecha segunda
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Japonesa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT