Restaurantes

Yard of Greens: no novo spot de Lisboa até as panquecas e os cocktails são saudáveis

Espaço abriu no Conde Redondo e conta com um espaço interior especial interior.
Um jardim no centro de Lisboa.

Nos últimos anos, a rua do Conde Redondo tornou-se um lugar de redescoberta de Lisboa. Os negócios antigos convivem de perto com os novos spots in que têm nascido por ali. A rua que desce da zona da Estefânia até à Avenida da Liberdade tem o privilégio de estar bem perto da confusão e mesmo assim manter-se um pouco mais calma do que a sua envolvente.

Foi aqui que nasceu um espaço onde a criatividade abunda para que tudo o que se sirva seja saudável. “Sem fundamentalismos”, como conta à NiT Marta Magalhães Lemos. O Yard of Greens abriu ali no número 70 da rua a 21 de agosto, ainda em modo soft opening. “Queríamos testar o conceito”, conta. E assim fizeram. Não é acaso que do conceito ao espaço tudo pareça cuidado. Houve planeamento e tempo para experiências para que tudo estivesse no ponto.

Marta tinha já um espaço em Campo de Ourique, o Bowl Lisboa, bem mais pequeno e centrado em bowls. No novo spot, no entanto, seria possível fazer um trabalho mais abrangente, uma cozinha “saudável inclusiva”. Marta juntou-se a Rita Conde Pereira e, juntas, começaram a trabalhar no que seria este projeto. O Yard of Greens estava preparado para abrir no início de abril, mas foi precisamente nessa altura que o País ficou por casa devido à pandemia.

Aos poucos, porém, o verão foi começando a dar sinais de recuperação e o espaço em Campo de Ourique foi voltando aos níveis pré-confinamento. Não vali a pena esperar mais. E ainda bem, que um dos trunfos do espaço é perfeito para aproveitar em dias de bom tempo: a esplanada interior.

Marta explica que aquele espaço vai permitir dar ainda mais versatilidade ao Yard of Greens. “Vamos querer promover a happy hour, para as pessoas poderem beber um copo depois do trabalho”. Nesta fase, o Yard of Greens é um espaço focado em almoços aos dias úteis e ao fim de semana expande para incluir o conceito de brunch, disponível ao longo do dia. Ainda em setembro deverá estar pronto para funcionar ao fim do dia e para jantares ainda em setembro.

A maravilhosa torre de panquecas arco-íris.

Experiências saudáveis

“Um espaço maior iria dar-nos a oportunidade fazer muito mais em torno da alimentação saudável, funcional, e não fundamentalista”, realça Marta. Ali há opções vegan, sem lactose, sem glúten mas a ideia não era ter um restaurante só de nicho. “Temos opções para toda a gente”, destaca.

O Yard of Greens queria ao mesmo tempo estar preparado para o público mais jovem mas com coragem até para desafiar alguns preconceitos, como de quem “ainda acha que a alimentação saudável é uma coisa sem graça”. Não é. E para o provar, as ideias de Rita e Marta contaram com o apoio de nutricionista e chef. “Foi um trabalho em equipa”, para testar pratos “até chegarmos à receita ideal”, que haveria de figurar no menu. Este lado de assinatura na ementa é visível, sem que a ideia de comida saudável nunca deixe de ser o farol.

Essa ambição mantém-se mesmo quando estamos perante uma das opções que mais se destaca na ementa, uma torre de panquecas em modo arco-íris, de várias cores. “Deu-nos algum trabalho conseguirmos as panquecas em determinadas cores mas só usamos corantes naturais”. E mais impressionante ainda: até na hora de escolher bebidas alcoólicas houve esse cuidado.

Não há como fugir: o álcool não é saudável, mas o que nós quisemos desde o início foi criar uma carta de bebidas em que pudéssemos conjugar o álcool com opções um pouco mais saudáveis”. Entre as escolhas encontra o Garden Soul, com vodka infusionado com hibiscus, tangerina e ginger beer, oYard Beet Sour, com gin, sour mix e cordial deb eterraba, ou o Yard’s Martini, com vodka, tangerina, hortelã e gengibre — 8€ cada um. Tem também algumas opções usam kombucha, um probiótico natural.

Encontra também tacos de atum ou camarão (9€), poké de salmão (10€) e uma variedade considerável de tostas, mas também hambúrgueres caseiros vegetarianos (9,5€), frango recheado (12€) ou pad thai (13€). A fechar, pode testar o brownie de batata doce da casa (4.5€) ou arriscar outro projeto que deu particularmente gozo às criadoras: versões à moda da casa, bem menos calóricas e bem mais saudáveis, de chocolates snickers e bounty (3€).

O espaço pode sentar entre 60 a 65 pessoas e quase metade cabem no espaço exterior, que conta com um pouco de natureza em pleno centro da cidade. A decoração reflete também este lado bem verde, com um árvore ao centro da sala. Em breve haverá uma pequena horta perfeita para ervas aromáticas usadas na ementa. Há ainda baloiços que vão fazer as delícias do Instagram.

O preço médio pode ficar por volta de 20€, dependendo de ser uma refeição mais ou menos regada. Carregue nas imagens e descubra um pouco melhor o Yards of Green.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua do Conde Redondo, 70
    1150-109 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Aberto todos os dias
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Saudável

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT