Beleza

Dream Velvet: testámos a base que hidrata a pele

Já não tem de ficar com o rosto seco e sem graça por causa da base que usa. O novo produto da Maybelline tem uma nova fórmula com o dobro da água. Uma jornalista da NiT fez o teste para ver se é mesmo assim.

É um dos problemas de muitas mulheres quando chegam a casa ao final do dia, e depois de muitas horas a usar maquilhagem: pele seca, desidratada, sensação de desconforto. Isto deve-se a muitos fatores, mas um dos mais relevantes tem a ver com a fórmula da base que usam, que cobre o rosto, esconde os brilhos, sim, mas não hidrata a pele, deixando-a sem graça e pesada ao fim de umas horas. Foi a pensar nisto que a Maybelline lançou o novo Dream Velvet, a primeira base que cumpre com o objetivo de deixar a pele num tom matte, mas perfeitamente hidratada e com um ar saudável, mesmo ao fim de muitas horas. O segredo está na fórmula: tem duas vezes mais água. A NiT resolveu fazer o teste.

Durante um dia, uma jornalista testou o produto para perceber se os benefícios apontados são reais.

Há quem tenha a pele oleosa e há quem tenha a pele desidratada. E depois há aquelas pessoas que têm as duas coisas. Eu sou uma delas. Quando me levanto, sinto a pele a puxar de tão seca que está, e ao final do dia — depois de usar maquilhagem durante várias horas — sinto-a extra oleosa. Ou seja, acho que sou a pessoa certa para testar o novo Dream Velvet.

Comecei por aplicá-lo por volta das 11 horas da manhã. Não foi difícil. A textura não é nada grossa e o creme desliza facilmente pela pele. A minha maior preocupação em utilizar base é que ela possa não cobrir bem as zonas vermelhas da minha pele, daí optar sempre por bases de cobertura total e de longa duração. Fiquei satisfeita com o resultado: por ser mate, este produto deixou-me o rosto uniforme e sem uma mancha vermelha sequer. Até aqui, tudo bem.

Por ser em gel, leva a que o creme se espalhe de forma harmoniosa pela pele deixando-a mais suave, com um toque quase aveludado

A textura deste novo produto da Maybelline é realmente diferente. Por ser em gel, leva a que o creme se espalhe de forma harmoniosa pela pele deixando-a mais suave, com um toque quase aveludado, e totalmente uniforme. Isto é perfeito sobretudo para as mulheres que apresentam uma pele normalmente mais seca, mas com muitos brilhos, que é exatamente o meu caso. O Dream Velvet pretende este efeito matte equilibrado, uma pele aveludada e sem os tais brilhos. O facto de a embalagem ser em tubo (30 ml) também permitiu uma aplicação muito mais rápida e intuitiva. Outra das vantagens apresentadas pelo Dream Velvet tem a ver com o efeito máscara, muitas vezes demasiado plástico, pouco natural.

Este novo creme da Maybelline não cria esse efeito, deixando a pele com um tom aveludado, fresco e natural.

À noite, por volta das 23 horas, ou seja 12 horas após ter aplicado o creme, passei o desmaquilhante. Notei que o algodão estava bastante manchado, ou seja, o creme não saiu da pele. O que mais gostei mesmo foi do facto de a pele não estar oleosa, ao contrário do que é costume. Normalmente, quando uso base durante o dia inteiro, chego ao final ao dia com a testa e as maçãs do rosto bastante iluminadas — mas não num bom sentido, atenção. Notei que o brilho era quase invisível.

Para finalizar a maquilhagem, a Maybelline lançou também no mercado duas paletas de contouring, as Master Sculpt, em tons “light/medium” e “medium/dark”. A ideia é que, depois da base mate Dream Velvet, possa dar um toque final e esculpir o rosto com estes produtos realçando o melhor do seu rosto. Estes dois produtos também já estão no mercado, com um preço de 10,90€.

O novo Dream Velvet já está à venda em grandes superfícies, com um preço de 11,99€.
(Este texto foi escrito em parceria com a Maybelline).

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT