Beleza

Amazon abriu um salão de cabeleireiro mega tecnológico

Há tablets em vez de revistas e os clientes podem receber os produtos que quiserem em casa fazendo a leitura do QR code.

A Amazon acaba de abrir um salão de cabeleireiros em Londres, no Reino Unido, em mais uma experiência inesperada da plataforma de vendas online para experimentar o formato físico. A 27 de abril, o espaço de 140 metros quadrados com dois andares abriu portas no East End, uma das zonas mais caras da capital britânica.

Chama-se Amazon Salon e, segundo o comunicado oficial da empresa, por lá os clientes podem experimentar o que há de melhor nos cuidados para o cabelo, cortar, pentear e pintar, entre muitos outros serviços. Tem tablets Amazon Fire espalhados pelo espaço, além de consultas capilares de realidade aumentada que permitem aos clientes experimentar uma cor de cabelo antes de colocar a tinta.

No entanto, parece que este projeto não tem ainda planos de expansão. A Amazon está a testar o salão como uma montra tecnológica, uma manobra de marketing, mas também para servir como mais uma plataforma para redirecionar os clientes para as vendas online. Neste caso, aquilo que querem é vender a tecnologia de realidade aumentada, instalada nos espelhos inteligentes.

amazon
Os espelhos com realidade aumentada.

Aqueles que visitarem o espaço podem apontar para um produto numa prateleira e aceder à informação num ecrã que está montado por trás. Nessa altura, podem scanear o QR code para fazer uma encomenda que será entregue em casa. Já as clássicas revistas de moda e de fofocas são totalmente digitais e podem ser lidas nos tablets.

A natureza do negócio é mesmo o licenciamento destas tecnologias a outros negócios e salões. A tecnologia Just Walk Out, uma das mais famosas da empresa, que permite levar todos os produtos e sair da loja sem ter de passar pela caixa, também já foi vendida a outras lojas de conveniência depois de testada nos pilotos da Amazon.

Num comunicado, a Amazon disse que esta loja oferece aos negócios de cabeleireiro e beleza “acesso conveniente” a mais de dez mil produtos e acessórios para salão e spa. Os profissionais pagam o preço por grosso, não têm um valor mínimo de encomenda e recebem entregas rápidas.

“Queremos que este espaço único nos coloque um passo mais perto dos clientes e será um local onde colaboramos com a indústria e testamos novas tecnologias”, explicou John Boumphrey, country manager do Reino Unido. O Amazon Salon é descrito pela empresa como “um espaço experimental” e não estão planeadas outras localizações.

É também em Londres que a Amazon vai estrear o seu conceito de supermercados na Europa. Por lá, colocam-se os artigos no carrinho ou em sacos e sai-se pela loja sem ter de esperar em filas ou colocar os produtos num tapete para serem passados pelo código de barras. A Amazon Go surgiu nos Estados Unidos da América há três anos, onde já conta com 26 espaços, e prepara-se para chegar à Europa.

Será na zona oeste da cidade que vai ser inaugurada a primeira loja deste género da marca fora do continente americano. “Escolhemos Ealing porque é o tipo de local onde as pessoas gostam de fazer compras localmente e também há boas vias de transporte”, explicou Matt Birch, diretor da Amazon Fresh Stores, ao “Financial Times”. Saiba mais no artigo da NiT.

amazon
É também um canal de vendas para os profissionais,

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT