Beleza

Bixie: o corte de cabelo curto que é um sucesso em 2022 — e não tem género

É uma versão híbrida de dois estilos bem conhecidos e foi recuperada dos anos 90. Uma alternativa cheia de estilo aos fios longos.
Florence Pugh foi das primeiras a aderir.

A indústria da beleza é uma verdadeira montanha russa. Quando pensamos que já sabemos quais são as tendências que vão definir o ano no que diz respeito à belza, surge uma moda inesperada — muitas vezes, uma reinterpretação de um visual que já esteve em destaque há alguns (ou muitos) anos. É o caso do corte de cabelo bixie.

Quando começou a ganhar popularidade no ano passado, quando Victoria Beckam ou Cameron Diaz o adotaram, o penteado ainda não tinha um nome definido. A designação também não existia nos anos 90, quando se tornou famoso durante um curto período de tempo graças a Winona Ryder ou Gwyneth Paltrow. Porém, o bixie é uma das principais tendências capilares para 2022.

O sucesso deste corte deve-se, em parte, ao facto de ser uma combinação de duas propostas muito populares. Junta as camadas desfiadas do pixie cut, como a princesa Diana usava, com o comprimento de um bob curto. É um corte nostálgico que confere um look moderno.

“O corte bixie combina um shaggy bob e muitas camadas curtas, para dar textura e dimensão ao cabelo”, explica o hairstylist Andrew Fitzsimons à “Allure”. O criativo descreve um exemplo de um visual chique sem esforço. Se pensa render-se a um corte de cabelo curto, mas não sabe o que escolher, este pode ser uma boa aposta.

Numa altura em que existem cada vez mais opções gender neutral — que não são limitadas a um único género — esta é mais uma forma de esbater as linhas entre o feminino e o masculino. “Em geral, penso que os cortes de cabelos mais neutros em termos de género jogam com o contraste entre os comprimentos longo e curto”, revelou a hairstylist Sara-Olivia Granberger à “InStyle”.

A trend que não nos sai da cabeça

Quem são, então, as celebridas que estão a alimentar este fenómeno? A atriz Florence Pugh, que protagonizou “Viúva Negra” ou “Midsommar”, foi uma das responsáveis pelo regresso deste look . Também Emma Corrin, que interpretou a princesa Diana em “The Crown”, escolheu o corte sensação.

Se viu “La Casa de Papel”, vai reconhecer este corte.

A personagem de Úrsula Corberó no sucesso da Netflix “La Casa de Papel”, Tokyo, também tem um bixie como imagem de marca. E a atriz acabou por mantê-lo no seu dia a dia. No caso da cantora Halsey, falamos de um verdadeiro camaleão no que diz respeito à sua aparência. Já teve o cabelo comprido, curto e até rapado — apostando sempre em cores novas. A sua decisão, após ter ficado careca, foi deixar os fios crescerem naturalmente até atingirem o bixie.

Como usar este corte?

Um dos motivos que tornou o bixie no novo love affair das influencers e celebridades prende-se com a facilidade em cuidar dele. Se estiver a ponderar render-se ao fenómeno, deixamos algumas dicas que vão facilitar o processo.

O facto de ter um acabamento rebelde e um aspeto despenteado, de forma propositada, exige pouco esforço de manutenção. É um corte que assume um estilo, que Beyoncé descreveria como “I woke up like this” (ou seja, “acordei asim”).

Se já se está a perguntar se o corte lhe ficará bem, o cabeleireiro Fabrice Gilli recomenda, na “Allure”, que o bixie seja usado por pessoas com cabelos mais finos. Se tiver cabelos muito grossos e um couro cabelo denso não será a melhor opção.

Para manter o look e a forma do bixie deve retocar o corte a cada seis semanas, aproximadamente. Não deve ultrapassar os 45 dias sem dirigir-se a um profissional, pois corre o risco de perder a definição por camadas que define o estilo. Recorrer a uma mousse modeladora ou uma cera para destacar as pontas é outras das formas de manter o aspeto despenteado do bixie entre as visitas ao cabeleireiro.

Carregue na galeria para ver como it girls estão a usar o penteado tendência de 2022.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT