Beleza

Bon Vivant: a barbearia lisboeta onde também se pode beber um copo e ouvir jazz

Situada no salão mais antigo de Campo de Ourique, o espaço oferece serviços que não resumem ao corte do cabelo ou da barba.
Abriu num antigo salão com mais de 50 anos.

Quando abriu portas num antigo salão de Campo de Ourique, em abril de 2022, a barbearia Bon Vivant tinha um propósito bem definido. O nome foi escolhido para refletir o desejo de atraírem  clientes com bom gosto e apreciadores do conceito de viver bem. No número 6A da Rua 4 de Infantaria, em Lisboa, reúnem-se homens de gosto refinado para cuidarem de si e conversarem ao som de música jazz.

O salão onde Bernardo Melo, de 29 anos, e Unique, de 32 anos, se instalaram já existia há mais de 50 anos. Os dois sócios tinham o local debaixo de olho há algum tempo pelo valor que foi acumulando ao longo do tempo. Quando surgiu a oportunidade, não hesitaram e, depois de uma remodelação, arrancaram com o projeto.

“É o salão de barbearia mais antigo em Campo de Ourique. Pertencia a um barbeiro icónico, chamado João, que tinha um papagaio na porta. As pessoas já conheciam o espaço e a presença dele ainda é muito sentida. Os vizinhos perguntam sobre ele”, conta à NiT Bernardo, que teve uma experiência positiva na área em 2017, no mercado de Campo de Ourique, enquanto estudava.

Foi Unique, porém, que foi buscar inspiração a conceitos norte-americanos e britânicos. Trabalhou numa barbearia nos Estados Unidos e explorou conceitos ainda pouco explorados em solo nacional, nomeadamente associar uma ida ao barbeiro a uma experiência. Alia isto a “serviços de cuidado masculino, que ainda não existem em salões de homens, como fazer sobrancelhas, coloração em cabelo ou permanentes.”

Com o objetivo de reforçar a ideia de bem-estar, o ambiente é marcado por um design minimalista e leve. Dos quadros na parede ao cinzeiro dourado para charutos, há detalhes em que se repara de imediato, inclusive as cadeiras Belmont.

“Recuperámos as cadeiras que o salão já tinha e que foram estofadas com pele castanha, que embeleza o salão. Os espelhos foram feitos à medida. Os verdes [das plantas] são apontamentos leva que a pessoa a sentir-se em paz.”

É um “Gentleman Club” que vai além dos serviços típicos.

Antes de se sentarem nas cadeiras, os clientes podem apreciar bebidas que vão da cerveja artesanal ao whisky japonês, passando pelo gin tónico. Também existem opções mais comuns como a água, o café e os refrigerantes. No serviço de bar, que diferencia a Bon Vivant das demais barbearias, os clientes podem optar pela esplanada exterior ou manter-se na área interior, usufruindo das várias ofertas.

Através do conceito que alia o bar aos cuidados masculinos, os fundadores desenvolveram um “Gentleman’s Club”, ou seja, um momento onde os homens se podem encontrar e passar um momento agradável perdidos em conversas. E não apenas cortar o cabelo ou fazer a barba.

O melhor de toda a experiência proporcionada pelo espaço é acompanhada por uma playlist escolhida a dedo. A música que passam não é genérica, mas uma seleção pensada de acordo com o ambiente que querem alcançar. E, por isso, não faltam hits de jazz ou de blues que reforçam a atmosfera tranquila.

“Quando abrimos o espaço, tínhamos um cliente próximo que nos falou de um serviço que era consultoria de música. Na altura, nem o conhecia, mas chamou-me à atenção”, explica. Seja ao som de Miles Davis ou Chet Baker, uma visita ao salão tem sempre uma soundtrack muito específica.

Os visitantes podem pedir bebidas a seu gosto.

Trata-se, em suma, de uma forma de integrar estes serviços no quotidiano masculino: “Em Lisboa, de dia para dia, abrem mais barbearias. Além de oferecermos um serviço de qualidade, quisemos associar algo que fizesse parte da rotina dos homens. Proporcionarmos um momento de descontração, onde podem estar à vontade”, avança Bernardo. Acrescenta ainda que, sendo que um corte parece muito impessoal, conseguem “criar um ambiente em que a pessoa se consiga sentir bem e sair da rotina.”

Quando abriram a primeira loja, o objetivo já passava por criar uma cadeira de barbearias. Começaram por Campo de Ourique, desenvolvendo uma relação de confiança com a comunidade local e, mais tarde, pretendem chegar a outras zonas, como o Príncipe Real.

Enquanto esse dia não chega, optaram por abrir uma escola de formação de barbeiros. “A qualidade que queremos oferecer tem de ser realmente boa”, conclui Bernardo, que pretende que todos os empregados do espaço sejam capazes de atingirem o objetivo final — oferecerem a cada cliente, uma experiência digna de um verdadeiro bon vivant.

Pode visitar a barbearia no número 6A da rua 4 de Infantaria, em Lisboa. Os preços dos serviços variam entre os 12€ e os 50€, e as marcações podem ser feitas através de telefone (931603021) ou por e-mail (bonvivantlisbon@nullgmail.com). Também pode conhecer a Bon Vivant através das redes sociais, nomeadamente o Instagram e o Facebook.

Carregue na galeria para conhecer melhor o espaço.  

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    R. 4 de Infantaria 6A
    1350-266 Lisboa
  • HORÁRIO
  • Segunda a sábado das 9h30 às 20h

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT