Beleza

Cami cut: o corte de cabelo (muito) fácil de manter que combina vários estilos

Transforma-se e acompanha o crescimento dos fios. "Vemo-nos daqui a um ano", dizem os criadores da tendência.
Camila Cabello com um corte semelhante.

Sean Paul Nother and Nick Latham, mais conhecidos como The Hair Bros, são dos hairstylists mais procurados em Londres, no Reino Unido. Ao contrário do que o nome sugere, não são irmãos. Conheceram-se quando começaram a estagiar no famoso Hershesons e, em 2020, abriram o salão Chelsea — que já chamou à atenção de nomes como a cantora Suki Waterhouse.

Quando a dupla partilhou uma série de fotografias de uma cliente, Sarah Q, os retratos encheram-se de comentários. A mulher começou bom um bob acima dos ombros, que se transformou num corte ondulado pela clavícula e, por fim, um estilo midi e fluido. Uma jornada de penteados que tiveram o mesmo corte como ponto de partida.

Na mesma publicação, os hairstylists apresentaram o Cami Cut como a solução para as “maravilhas das oito semanas”. Ou seja, aquelas mudanças de visuais que ficam incríveis quando são cortados pela primeira vez, mas que perdem a forma quando crescem, volvidos dois meses.

“Dizemos sempre que um ótimo corte de cabelo deve ter um aspeto fantástico, quer seja no dia em que sai do salão, quer seja daqui a cinco meses”, afirmaram. “Muitas já nos ouviram dizer que nos vemos daqui a um ano. Isso permite que o seu cabelo passe por tantas fases diferentes.”

Afinal, em que consiste este estilo? No fundo, a ideia é criar uma imagem que combine com tudo, sem necessidade de retoques frequentes — tal como um camaleão. A melhor forma de o conseguir é “através de camadas que emolduram o rosto de forma suave, mas que acrescentam estrutura quando crescem”, explica à NiT o hairstylist Márcio Reis.

Uma das vantagens é que se adapta facilmente a diferentes preferências e rostos. O comprimento pode ficar-se pelas orelhas ou ir até às clavículas, além de poder ser ou não complementado com uma franja. Se a incluir, deve optar por uma versão mais estruturada.

“As franjas sem corte precisam de mais manutenção. Mas, se colocarmos as camadas de forma correta, podem continuar a dar corpo e movimento à medida que ganham comprimento”, acrescenta. “Deixá-las um pouco mais curtas numa fase inicial para, mais tarde, caírem em zonas mais complementares do rosto.”

Se está sempre disposta a mudança, pode passar de um bob curto para um corte tendência como as layered bangs. Se preferir, esta espécie de tela em branco capilar também permite transições mais simples, para um long bob, por exemplo.

É ideal para quem gosta de deixar crescer a cabeleira de forma natural. Mas atenção: muitas vezes, o estilo só fica melhor com franja algum tempo após ser cortado. “É preciso alguma paciência para que os fios assentem no lugar perfeito. Muitas mulheres nem percebem quanto o seu cabelo pode crescer porque nunca lhe dão a oportunidade de chegar a esse ponto”, sublinha.

Carregue na galeria para ver fotografias de várias mulheres que já adotaram o cami cut e inspire-se.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT