Beleza

Efeito sunkiss: a coloração que vai iluminar o seu cabelo esta estação

É uma técnica versátil e procurada durante todo o ano, mas sobressai nos dias em que o sol mais brilha.
Vai querer mantê-lo na transição para o outono.

Cada rosto é único, sobre isso não há dúvidas. Tendo em conta a nossa estrutura facial, é necessário pensar em pormenores que a vão favorecer, como as sobrancelhas e, claro, os nossos fios capilares. Para quem quer mudar o visual, sem passar por uma mudança drástica, a técnica batizada de sunkiss vai dar um novo ar ao seu cabelo e pode ser adaptada a vários rostos e tons de pele.

O termo, numa tradução livre, refere-se à ilusão de que os fios foram “beijados pelo sol” devido à coloração. O procedimento leva a que os cabelos ganhem uma iluminação discreta e natural, mas que tinge as mechas de forma a criar nuances que atingem um visual ainda mais radiante.

Uma técnica segura

“O efeito sunkissed dá uma iluminação especial ao cabelo e ao rosto, de uma forma subtil e que favorece qualquer pessoa”, explica à NiT Marco Baeta. O hairstylist do salão Slash acrescenta ainda que são inúmeras as vantagens do procedimento “para quem está aborrecido com o seu cabelo” e quer alterar a sua imagem.

Trata-se de uma técnica inofensiva, que não afeta a saúde capilar, apesar de se tratar de um processo químico. A única ressalva é que as pessoas “devem adequar os produtos que usam em casa à nova coloração”, ou seja, fabricados a pensar nos cabelos pintados, como os protetores de cor. Um dos exemplos dados pelo especialista são os produtos Maria Nilla.

Entre os benefícios desta técnica estão o facto  de não necessitar de uma manutenção regular e dar uma ilusão de movimento ao cabelo. E pode continuar a usar o secador ou a prancha de alisamento, sem que o calor altere significativamente a cor com a qual saiu do salão.

A escolha do sunkiss ideal

“As pessoas pedem sunkissed em qualquer estação do ano. É um trabalho muito versátil”, sublinha Marco, que refere que se deve minimizar ao máximo o contraste entre a cor do cabelo e o tom de pele.

“Existem tons de pele que pedem uns tons mais quentes, outros tons mais frios. O sunkissed deve adaptar-se à tonalidade da cliente”, reforça. Esta questão deve ser decidida na consulta com um profissional, para uma avaliação mais profunda do atual “estado do cabelo, tons existentes e lifestyle da cliente”.

Quando arriscamos em algo novo, existe sempre alguma hesitação. É certo que, tal como em tudo o que diz respeito a colorações capilares, os resultados nem sempre serão precisos. O que é que distingue, então um uma técnica bem executada de um mau uso do efeito?

“Um sunkissed bem executado deve ficar com um muito efeito natural, são madeixas suaves, ou seja, não é nada muito marcado”, reforça. “Consegues também compreender pelo tom utilizado na coloração face à tonalidade da pele da cliente”.

Carregue na galeria para ver várias aplicações desta técnica de coloração.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT