Beleza

Linda Fonseca: a hairstylist que faz trabalhos de balayage ao domicílio na Grande Lisboa

A especialista abriu um estúdio onde faz serviços exclusivos desta técnica e de correção de cor.
Abriu no final de abril.

Linda Fonseca tem 40 anos e já teve várias profissões ao longo da vida. Durante algum tempo esteve ligada à Zara. Foi, aliás, graças a esta marca espanhola que em 2013 a protagonista desta história emigrou para Londres. Porém, o cansaço de estar ligada a este universo já era muito e aos 32 anos, incentivada pelo seu companheiro, decidiu aventurar-se profissionalmente em algo que verdadeiramente gostava: o hairstyling.

“Sempre gostei desta área, mas nunca tinha feito nada. Ainda procurei, mas na altura era mãe solteira e era muito difícil para mim largar algo fixo. Então, o meu companheiro disse-me para procurar fazer algo de que eu gostasse. Só que na altura achava que estava velha demais para me apostar na minha paixão. Ainda assim arrisquei e inscrevi-me em Londres”, começou por explicar à NiT Linda.

A verdade é que Linda rapidamente ganhou o jeito e tornou-se cabeleireira. Enquanto fazia as suas especializações no estrangeiro, percebeu que as técnicas ligadas ao corte tornavam-se aborrecidas para ela e, por isso, decidiu focar-se inteiramente na cor. No Reino Unido fez várias formações só para cabelos loiros e quando decidiu vir para Portugal, em 2019, explorou as melhores técnicas para serem aplicadas nas morenas.

“Escolhi mais a cor, porque toda a parte que é da colometria é muito mais vasta e é um desafio diário. A maior parte dos meus trabalhos são de correção de cor. É difícil fazer um cabelo virgem”, conta, esclarecendo que a grande maioria dos trabalhos que faz são os tendência: os chamado balayage.

O início da carreira e os primeiros trabalhos ao domicílio em Portugal

Linda e o companheiro viveram durante sete anos no Reino Unido. Em 2019, porém, aconteceu algo que os fez regressar a Portugal. “Vim cá fazer uma formação em janeiro e percebi que poderia funcionar. Através da minha conta pessoal do Instagram marquei várias clientes a partir de lá e em maio vim para cá. Em dez dias chegava a atender duas clientes por dia ao domicílio”, partilha a cabeleireira.

Rapidamente o casal percebeu que o seu futuro estava no Seixal. É que quando Linda regressou ao seu País de origem tinha apenas um plano: atender exclusivamente as suas clientes ao domicílio.

Todos os serviços são agendados antecipadamente. A cliente escolhe uma data e a partir daí, normalmente, conversa com Linda sobre aquilo que quer fazer no cabelo. Há quem envie, por exemplo, fotografias. Depois, a hairstylist leva uma mala com tudo aquilo que acredita que vai ser necessário para o atendimento.

Quanto ao processo propriamente dito, existem duas formas de lavar o cabelo sem haver necessidade de colocar a pessoa com a cabeça para baixo. Linda tem uma espécie de calha em plástico que normalmente coloca no lava-loiças. A cliente senta-se, encosta-se e o cabelo é lavado assim e com a ajuda de uma torneira que pode ser daquelas que sai — muito comum nas cozinhas portuguesas — ou então encaixa a sua própria torneira na que já existe no lava-loiças.

Por essa razão, o atendimento é feito habitualmente na cozinha. No entanto, há quem prefira que o serviço seja feito na casa de banho. Nesse caso, existe uma espécie de calha portátil que está sempre no carro de Linda que funciona exatamente como as que encontramos nos cabeleireiros com a diferença que é segurada por um tripé.

Hair By Linda Fonseca Studio: o novo espaço de trabalhos de balayage e de correção de cor do Seixal

Em conversa com a NiT, Linda explicou que não lhe passava pela cabeça abrir um espaço. Inicialmente, o grande foco era atender mães que têm dificuldade em sair de casa ou pessoas que realmente não gostam de ir a cabeleireiros. Além disso, era essencial fugir ao atendimento tradicional dos salões onde são atendidas várias clientes ao mesmo tempo.

Por isso, desde que chegou a Portugal, que a especialista em balayage faz questão de oferecer um serviço muito exclusivo e totalmente personalizado. De tal forma que cada vez mais pessoas procuram uma vaga na agenda de Linda — o que, garantimos, nem sempre é fácil.

Foi numa ida ao parque com a filha, que Linda percebeu que havia um pequeno e acolhedor espaço para alugar na porta número 22B da Rua Vereador João Roque, em Arrentela, no Seixal. Não restaram grandes dúvidas e no sábado, dia 30 de abril, inaugurou o seu salão de cabeleireiro.

Nota importante: os serviços ao domicílio continuam a ser feitos exclusivamente por marcação. Também o salão está a funcionar da mesma forma. Tudo deve ser agendado com antecedência com a profissional.

É no Seixal que acontecem muitos dos atendimentos desta cabeleireira, no entanto, habitualmente é chamada para outras zonas da Grande Lisboa como Cascais, Belas, Sintra e até Setúbal. O valor da deslocação, claro, é cobrado à parte. No caso de trabalhos na área do Seixal, geralmente são gratuitos.

Quanto aos preços, deve ter em atenção que cada trabalho completo demora cerca de cinco horas, no mínimo, com cada cliente. Contudo, pode contar sempre com valores superiores a 100€. O serviço de balayage inclui o corte e finalização e todo o processo de matização, tonalização, passagem de cor, entre outros.

“Se o cabelo estiver num estado mais sensível e danificado, no valor final, apesar de ficar um pouco mais elevado, incluo os melhores produtos específicos para cada situação”, esclarece ainda a profissional, explicando ainda que nos casos em que o cabelo é mesmo muito curto o valor pode ser 95€, se for um médio fino, ronda os 105€. E a partir daí é sempre a subir, consoante o tipo, tamanho e condição do cabelo. Em relação às marcações, pode garantir o atendimento de Linda Fonseca através das páginas do Instagram e do Facebook

Carregue na galeria para ver mais trabalhos de balayage feitos pela hairstylist.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT