Beleza

O creme de retinol de luxo que todas as mulheres querem — e que pode usar de dia

A fórmula inovadora do novo produto da Elizabeth Arden vai mudar a pele de milhares de fãs do skincare.

Elizabeth Arden foi uma mulher visionária, muito à frente do seu tempo e que teve um impacto verdadeiramente revolucionário no mundo da beleza. Se hoje conhecemos este nome pela marca de dermocosmética de luxo, é graças ao trabalho que ela realizou desde 1910. Numa época em que as mulheres ainda não podiam votar nem ter uma conta bancária sem serem casadas, Elizabeth fundou o primeiro Red Door Salon na Quinta Avenida, em Nova Iorque. Apesar de este espaço dizer pouco a muitas portuguesas, há uma cliente que já naqueles anos fazia parte da lista de clientes sofisticadas: a atriz Marilyn Monroe.

Com um conceito que hoje pode parecer banal, a verdade é que Elizabeth Arden marcou uma época. Ou não tivesse sido a responsável por, em 1920, abrir o primeiro ginásio dentro do salão de beleza, mostrando desde logo uma visão sobre o wellness global — e não apenas com a parte estética ligada aos tratamentos de pele. Esta visionária morreu em 1966, mas o legado que criou manteve-se atual e sempre em busca da próxima grande inovação.

É deste espírito que surge a mais recente novidade, que foi lançada a 14 de novembro. O Creme Renovador com Retinol (111,82€), aliado ao complexo HPR, promete oferecer o alisamento das linhas de expressão e rugas, assim como uma pele mais firme e uniforme. E ainda uma nova textura.

“Este é um produto único. Combina a mais avançada tecnologia de retinol, retinol puro e HPR (um éster de ácido retinóico que é 10 vezes mais potente e mais suave para a pele), para uma renovação e redução das rugas desde a primeira semana. 100 por cento dos consumidores que o experimentaram declararam que as rugas desapareceram em quatro semanas e que trocariam o seu creme habitual pelo Retinol + HPR Ceramide Water Cream”, adianta Tatiana Recuero, education and develop manager Iberia da Elizabeth Arden.

Adequado para todos os tipos de pele, este produto não é agressivo, apesar do foco no retinol, que já se sabe que deve ter uma aplicação gradual e cuidada. Aliás, nem é recomendada a aplicação apenas à noite. Esta recomendação é normalmente feita à aplicação do ativo puro, visto que a molécula do retinol é sensível à luz ultravioleta e ao oxigénio, perdendo mais o efeito se for aplicada nas rotinas matinais. No entanto, no Creme Renovador da Elizabeth Arden, o HPR e a vitamina E aumentam a estabilidade da molécula, tornando-a eficaz mesmo com a exposição solar. Ainda assim, e para não restarem dúvidas, deve sempre aplicar-se proteção FPS na rotina de dia — mesmo no inverno.

Também ao contrário do retinol na forma pura, não é necessário fazer dias de descanso na aplicação deste produto — que tem uma “textura em creme aquoso super sensorial, leve e rapidamente absorvida”, como descreve Tatiana Recuero.

Os fitoceramidas e o ácido hialurónico presentes na formulação promovem a hidratação, ao mesmo tempo que auxiliam no preenchimento e textura da pele. Já as reações pelas quais o retinol é conhecido são menores, pois o creme da Elizabeth Arden conta com bisabolol e raiz de gengibre, responsáveis por acalmar e proteger a pele.

Neste caso, a embalagem também desempenha um papel na eficácia. Como tem um doseador airless — daqueles que se pressionam e sai sempre a mesma quantidade —, garante a dosagem precisa para não ter reações adversas ao retinol em excesso, enquanto preserva a fórmula, ao evitar contacto com a luz e oxigénio.

O novo creme já pode ser comprado no El Corte Inglés, em Lisboa, e online. Bem como nas lojas físicas Douglas (e online) e em algumas perfumarias seletivas.

A novidade Elizabeth Arden.

Áudio deste artigo

Este artigo foi escrito em parceria com a Elizabeth Arden.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT