Beleza

O novo champô sólido português pode ser usado 100 vezes (e tem uma embalagem linda)

A Shaeco foi fundada em Viana do Castelo, chegou ao mercado em março deste ano e já partiu em busca do sonho americano.
A embalagem é feita em cortiça.

Em março deste ano, em plena pandemia de Covid-19, chegou ao mercado um novo champô sólido totalmente produzido no nosso País, vegan e cruelty free (ou seja, que não testa em animais) e que respeita a natureza. Chama-se Shaeco e está à venda em exclusivo através do site oficial.

Aquilo que distingue este produto dos outros é o facto de ser mais resistente, produzido de forma industrial para tentar solucionar um problema comum nos champôs sólidos: como a grande maioria é feita à mão, estes produtos tendem a desfazer-se facilmente. Sónia Costa, uma das fundadoras do projeto, explica à NiT que isso impedia os utilizadores de os usarem até ao fim, o que gerava um desperdício desnecessário.

“Para nós, essa questão tinha de ser corrigida e foi um dos motivos pelos quais optámos por uma produção industrial. O champô sólido One & Done mantém-se em condições de ser utilizado até ao fim, podendo ser usado na sua totalidade para lavar o cabelo“, diz. Por isso mesmo, pode durar cerca de 100 lavagens, além de ser também maior em relação à maioria dos concorrentes, com 115 gramas.

A fórmula também o distingue dos outros, desenvolvida a pensar em todos os tipos de cabelos. “Respeita cabelos pintados, cabelos com alisamento e cabelos encaracolados”, acrescenta Sónia. O Shaeco pode ser usado por toda a família, incluindo miúdos a partir dos 3 anos, uma vez que não tem sal, queratina, parabenos, SLS ou sulfatos na sua composição.

O champô sólido já era usado pela mentora do projeto, Vera Maia, que queria reduzir a utilização de plástico no seu dia a dia. Sónia Costa, Nelson Peixoto, Bárbara Peixoto e Antoine Soares eram seus colegas em alguns projetos profissionais e partilhavam essa vontade de adotar um estilo de vida mais sustentável.

Se um de nós encontrava um produto que pudesse melhorar a nossa pegada ecológica, partilhava com os outros para que mais pessoas fizessem parte da solução“, conta Sónia. “Em 2018, ficámos a conhecer o champô sólido, que permitia reduzir drasticamente a utilização de plástico. No entanto, existem vários pontos que não nos convenciam: o facto de fazer pouca espuma, a dificuldade de transporte e o formato de alguns champôs”.

Depois de conversarem com alguns amigos e conhecidos que já usavam produtos semelhantes, os fundadores da Shaeco decidiram lançar o seu próprio projeto, um champô sólido com mais espuma e uma embalagem que fosse sustentável e que lhes permitisse transportá-lo em viagens.

O One & Done acabou por ser o resultado de muita pesquisa. O produto é enriquecido com óleo de argão, tem um formato que encaixa facilmente na mão e faz muita espuma quando está em contacto com a água e o cabelo. “Outra característica única é o seu perfume, um dos elementos mais comentados por quem já recebeu as caixas Shaeco”, reforça Sónia.

Para solucionar o problema do transporte, desenvolveram a Pebble, uma caixa feita em cortiça e inspirada nos seixos da costa portuguesa.

Um dos objetivos da Shaeco é “conquistar o sonho americano”. “O mercado dos Estados Unidos sempre esteve na nossa lista de apostas, até porque o nosso objetivo sempre foi a internacionalização”, conta Sónia. O primeiro país para onde exportaram foi França, mas seguiram para os EUA por acreditarem que é um mercado “mais maduro”, com uma grande procura por este tipo de produtos. “Prova disso é que tivemos muito cedo um contacto de parceria vindo de lá e temos, neste momento, uma equipa no local a trabalhar o mercado americano em conjunto connosco”.

O champô é produzido em Viana do Castelo por uma empresa especialista no fabrico de cosméticos sólidos. “Desde o início que quisemos optar por uma produção industrial porque pretendemos escalar rapidamente as nossas vendas e garantir, acima de tudo, a qualidade do produto. Dado que entra em contacto com a nossa pele, tínhamos de ter a total segurança que poderia ser usado por adultos e crianças, com qualquer tipo de cabelo ou pele”. 

Em breve, a Shaeco pretende lançar também um condicionador sólido, um produto para o qual têm recebido “imensos” pedidos, segundo Sónia, e também um sabonete hipoalergénico, de forma a desenvolverem um conjunto completo de banho. O champô, que pode comprar pela loja online, custa 10,90€.

shaeco
A equipa maravilha.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT