Beleza

Prepare a tesoura: a franja é um sucesso — e combina com todos os cortes de cabelo

Reta, assimétrica ou lateral, há vários caminhos que uma mulher pode seguir para apostar na franja. E dificilmente vai correr mal.
Com tantas opções, é difícil saber qual usar.

Quando se pensa em mudar completamente de visual, a franja é uma das opções no topo da lista. Apesar do medo que muita gente sente, pela crença de que não fica bem ou porque é muito trabalhosa, a transformação supera todos os mitos e receios. Isto acontece porque permite revolucionar o look, mas também aperfeiçoá-lo de forma mais subtil. Em poucos cortes, pode ir do 8 ao 80.

“Uma franja é uma escolha que determina como é que o teu cabelo vai enquadrar o teu rosto. É o que emoldura o teu rosto. Quando olhas ao espelho e para o teu cabelo, tu olhas para a tua cara. Uma má escolha de franja pode ter consequências no formato da tua cara”, explica à NiT o hairstylist Marco Baeta, do salão Slash.

A decisão, segundo o profissional, depende do especialista encarregue pelo trabalho: “Um stylist estuda os vários tipos de rosto e de franjas. Não é apenas fazer uma franja. Uma franja é mais difícil de cuidar do que um filho”, acrescenta. “As pessoas têm um hábito do wash and go. E vai ter que pentear, escovar e fazer o styling.”

Desta forma, com o responsável adequado, não importa se tem o cabelo curto ou comprido. É possível explorar esta tendência (que insiste em regressar aos salões de cabeleireiro) de formas inúmeras. A franja clássica, que começou a destacar-se nos loucos anos 20, rapidamente deu origem aos fios longos de Veronica Lake, nos anos 40, e ao estilo pinup de Bettie Page, na década seguinte. Muito tempo depois, continua na origem de muitos trends.

As curtain bangs — ou franja cortina, em português — é um dos exemplos que mais têm dado que falar. Divide-se ao meio, através de um efeito degradé, criando uma moldura em cada lado do rosto. O estilo tem um efeito mais vintage, que muitas mulheres não dispensam.

“As curtain bangs [são as mais pedidas]. Vai fazer o framing do rosto sem dar um ar de franjinha reta quando se vai ao cabeleireiro com dez anos. Adapta-se bem ao rosto”, explica. “Dão para abrir o risco ao meio, ter a franja para a frente ou cair atrás das orelhas. Em cabelos escadeados, dá para fazer uma conexão á franja. E funciona muito bem com waves, que é algo muito em voga”.

Outro estilo que regressa do passado são as Birkin bangs, inspiradas naquela que é considerada a primeira influencer de sempre, Jane Birkin. A musa que inspirou uma das carteiras mais icónicas da Hermès também tem direito a dar o seu nome a uma franja com um efeito effortless. Nos anos 60, a estrela destacou-se pelo corte assimétrico que é mais curto no centro e mais comprido nas laterais.

Carregue na galeria para conhecer vários cortes de cabelo que favorecem a franja. 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT