Beleza

Subtis, mas eficazes. As mudanças nos cabelos de Kate Middleton ao longo dos anos

A princesa terminou o ano com uma franja muito semelhante à da primeira aparição pública. Com muitas alterações pelo meio.
A princesa esteve sempre à frente das tendências.

As mudanças são sempre discretas e, à primeira vista, nem parecem ter acontecido. No entanto, chamam sempre à atenção dos mais atentos. Os habituais fios volumosos e ondulados de Kate Middleton tornaram-se uma imagem de marca, mas a forma da sua longa cabeleireira castanha é atualizada com frequência. Adota tendências, mas mantendo-se sempre elegante e fiel ao protocolo.

Desta vez, a Princesa de Gales, de 41 anos, surpreendeu com uma franja ao estilo Farrah Fawcet, que remete para os anos 70. O penteado foi estreado em setembro, enquanto assistia Campeonato do Mundo de Rugby, e consiste em volumosos, que emolduram o rosto à frente e mantêm-se compridos e ondulados atrás.

As curtain bangs — ou franja cortina, em português — são um estilo que se divide ao meio, graças a um efeito degradé, enquadrando cada lado do rosto. O estilo tem um efeito vintage que muitas mulheres não dispensam. Se tem dificuldade em dar movimento à cabeleira, é uma das primeiras opções.

Há algum tempo que Kate não causava tanto alarido com uma mudança capilar. Mesmo a nível da coloração, faz apenas ajustes muito subtis. As luzes (madeixas) quase impercetíveis que adotou em julho foram mantidas, mas agora com algumas camadas que modernizaram o look com o qual começou a surgir em público. Uma espécie de regresso às raízes, para quem se recorda como tudo começou.

 

 

As outras franjas de Kate

Desde que surgiram os primeiros rumores de que a britânica namorava o príncipe William, quando ambos estudavam em St. Andrews, entre 2001 e 2003, o mundo apaixonou-se pelo seu penteado moreno. Nessa altura, manteve o cabelo liso e penteado para o lado com uma franja lateral, uma imagem que já se via nas suas fotografias de infância.

Quando foi fotografada durante a sua primeira visita oficial a Cambridge, em 2011, a antiga duquesa provou, mais uma vez, que estava anos à frente do regresso das curtain bangs (também conhecida como franja cortina). Algumas madeixas loiras iluminavam o seu look tão chique quanto casual.

Salvo exceções, Kate passou a manter-se afastada daquele que é um dos estilos mais assustadores para as mulheres. Uma delas aconteceu em 2013, por exemplo, quando adotou o mesmo corte numa visita Grimsby Fishing Heritage Centre, em Lincolnshire. Em alternativa, apresentou a sua principal assinatura.

Ondas, camadas e (muito) volume

Em 2006, o mundo foi apresentado ao já característico estilo da princesa, que manteve de forma quase ininterrupta até ao dia do anúncio do seu noivado, em 2010. Os fios ondulados davam vida ao seu penteado saltitante, com muitas camadas e um movimento ligeiro. Surgiu assim no primeiro retrato oficial ao lado de William, na altura ainda com uma subtil franja literal.

Por vezes, dava um twist ao seu visual característico. Como aconteceu em 2014, por exemplo. Manteve-o solto e livre, mas puxado para trás através de uma torção com algum volume nas raízes. O resultado foi um pouco mais casual, mas ainda assim sofisticado e fiel à sua imagem.

Na última aparição antes do nascimento de Charlotte, em 2015, voltámos a ver o seu clássico corte com ondas flutuantes, modelado como se tivesse acabado de o ajustar com um secador segundos antes. É esta a imagem que todos temos de Kate e que manteve quando apresentou a sua segunda herdeira à população britânica.

Ao longo dos anos, brincou com várias tonalidades, voltando sempre às raízes. Leia-se: a sua gloriosa e volumosa cabeleira castanha, na qual confiou durante quase todo o período de pandemia. Pelo meio, via-se uma rara aparição de Kate a brincar com um rabo de cabelo ou com fios mais lisos, mas sempre mantendo a assinatura.

Das madeixas aos apontamentos de cor

Depois do casamento com William, a antiga duquesa iluminou o seu cabelo castanho com uma balayage suave e em tons quentes, umaa técnica de madeixas popular na altura. Trata-se de uma aclaração de determinadas zonas do cabelo, que preza o crescimento natural (da raiz) e a naturalidade, evitando mudanças drásticas do tom base. Mais uma vez, mostrou-se pioneira e influenciou as massas.

Após o nascimento de George, em 2023, surgiu no exterior do hospital Lindo Wing, no Saint Mary’s Hospital, em Londres, com uma escolha semelhante. Exibia madeixas loiras nas suas ondas soltas. O feedback foi tão positivo que, nesse verão, experimentou uma tonalidade ainda mais clara antes de regressar aos castanhos profundos para o outono.

As luzes tornaram-se uma das suas principais apostas ao longo dos anos. Já as tinha exibido na sua primeira visita a Cambridge, ou em 2016, ainda antes da gravidez de Louis. Com o passar dos anos, passou a arriscar mais.

Em 2018, Kate optou por um corte de comprimento médio mais relaxado. Até ao ano seguinte, começou a preferir uma cor de caramelo profunda, que foi alterando com a sua habitual tonalidade chocolate. No final desse período, embora não ruiva, aproximava-se muito da tendência do cabelo cobre que imperava na altura.

E voltou a explorar este visual em 2021 com um subtil ombré vermelho. As raízes apresentavam um tom castanho-avermelhado rico e escuro. Quanto ao penteado, manteve uma divisão lateral com caracóis suaves.

Ora encaracolado, ora pelos ombros

Embora não seja o seu estilo predileto, Kate aparecia pontualmente com caracóis. Normalmente, completavam o seu look minimalista com cachos desfeitos na lateral. Na festa de aniversário da Rainha na Alemanha, em 2017, exibiu um lob (ou seja, um long bob) onde sobressaía a curvatura e o brilho dos fios, por exemplo.

Contudo, não se ficou por aí. Em 2018, o cabelo escuro de Middleton fica um pouco mais descontraído. Aparece à altura dos ombros, repartido ao meio e mais solto do que nos anos anteriores. A aristocrata cortou o cabelo num bob encaracolado antes da chegada do Príncipe Louis. Spoiler: também ficou incrível.

E voltou a repetir-se: para a digressão real pela Irlanda, em 2020, a Kate cortou o cabelo ainda mais curto, pelos ombros. Pelo meio, renovou-o com as suas curtain bangs e enriqueceu a cor com um castanho-avermelhado.

Os penteados cerimoniais

Nos eventos-chave, Kate troca os fios volumosos por penteados mais elaborados. Mas sem grandes invenções. Para o seu casamento, em 2011, manteve o cabelo à altura dos ombros, meio solto e meio apanhado, com alguns caracóis, completando-o com uma tiara e um véu. O movimento e a preferência pelo look ondulado continuou presente.

Na boda do príncipe Harry com Meghan Markle usou o habitual fascinator (uma grande peça decorativa presa a uma faixa ou clip, funcionando como chapéu) que faz parte do protocolo. Por baixo do acessório, contudo, manteve o seu cabelo num estilo simples de ondas soltas.

Já na primeira ocasião em que o Rei Carlos recebeu uma visita de Estado como monarca no Palácio de Buckingham, Kate assinalou o evento com uma tiara da Princesa Diana e um coque baixo perfeitamente arranjado. É outro dos seus favoritos, como vimos ao longo dos anos em Ascot, em casamentos — como o da princesa Eugenie, em 2018 — ou em festas no Palácio de Buckingham.

Nos seus compromissos oficiais, certifica-se que o cabelo assenta baixo na nuca para deixar espaço para um dos seus muitos chapéus. Afinal, é impossível falar da evolução dos penteados da Princesa de Gales sem mencionar o acessório que mais a acompanha quando é captada em fotografias.

Aproveite e leia o artigo da NiT sobre o cabeleireiro português que já penteou Kate Middleton e a sobrinha de Diana.

Carregue na galeria para ver alguns dos looks utilizados pela aristocrata diversos eventos, onde é possível constatar a sua versatilidade e elegância.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT